Ex-braço direito de Janot revela salário para rebater acusação de Temer

By -

O ex-procurador Marcelo Miller

O ex-procurador Marcelo Miller, que foi braço direito de Rodrigo Janot na Operação Lava Jato, revelou a interlocutores os valores de sua remuneração na advocacia particular para rebater a acusação de Michel Temer de que ganhou “milhões de honorários”. Ele disse que recebe salário de cerca de R$ 25 mil. Com bônus, os vencimentos chegariam a R$ 110 mil mensais.

Neste ano, Miller migrou da equipe de Janot para um escritório de advocacia contratado pelo grupo JBS. Pouco depois, a empresa fechou acordo de delação premiada com o procurador-geral.

No discurso que fez na terça (27), Temer chegou a insinuar que os supostos “milhões” recebidos por Miller da banca de advocacia contratada pela JBS “talvez não fossem unicamente para o assessor de confiança [de Janot]”. Tanto o Ministério Público Federal quanto o próprio Miller já disseram que o ex-procurador não participou das negociações.

Roberto Brasil