Estudante é assinada a tiros em escola de Goiás

By -

 

A polícia goiana trabalha com a hipótese de crime passional (Foto: Reprodução/Facebook)

Uma adolescente foi assassinada dentro da própria escola, na manhã desta segunda-feira, 6, em Alexânia, cidade a 123 km de Goiânia e 88 km de Brasília.

Rafaella Noviske, de 16 anos, foi atingida na cabeça por vários disparos de arma de fogo e morreu na hora. O crime ocorreu pouco depois das 8h da manhã, no Colégio Estadual 13 de Maio. As aulas foram suspensas.

O suspeito, Misael Pereira, de 19 anos, já foi detido pela polícia. Ele foi localizado e preso momentos após o crime, bastante nervoso. 

De acordo com a Polícia Militar de Alexânia, ele teria pulado o muro da escola, munido de um revólver calibre.32, com objetivo definido de matar Rafaella, pois a garota foi a única baleada pelo atirador. Misael é um ex-aluno da unidade de ensino e não tem passagens pela polícia.

Segundo a delegada Rafaela Wiezel, designada para apurar o caso, a hipótese é de crime passional. “Tudo leva a crer que ele tentou namorá-la, mas foi rejeitado. Em seu depoimento, ele relatou que eles se conheciam há longa data e que tinha muito ódio dela. Por conta disto, resolveu comprar uma arma para se vingar e matá-la”, relata a investigadora.

De acordo com a Polícia Civil, Misael foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e  encaminhado ao presídio, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

Em pouco menos de 20 dias, esse é o segundo crime envolvendo adolescentes em escolas em Goiás. No último dia 20 de outubro, a tragédia no Colégio Goyazes, em Goiânia, culminou na morte dos adolescentes João Pedro Calembo e João Vitor Gomes, de 13 anos, além de outros quatro estudantes que ficaram feridos.  / Fonte: Estadão Conteúdo

Roberto Brasil