Estudante da rede pública estadual é premiada na Olimpíada Amazonense de Química

By -
“É uma honra fazer parte desse momento e representar minha escola", afirmou Suzana Carvalho

“É uma honra fazer parte desse momento e representar minha escola”, afirmou Suzana Carvalho

Pela participação de destaque e conquista de medalha de prata na edição 2015 da Olimpíada Amazonense de Química, a estudante da rede pública estadual Suzana Carvalho, aluna do Centro de Educação de Tempo Integral Marcantônio Vilaça 2, localizado no bairro Cidade Nova, foi premiada nesta semana pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam).

Voltada para estudantes da educação básica, a olimpíada é promovida anualmente pelo Departamento de Química e Instituto de Ciências Exatas da Ufam e tem por objetivo revelar jovens talentos na área, além de despertar o interesse destes para a carreira acadêmica no segmento.

Cursando o 3º ano do ensino médio, a estudante Suzana Carvalho foi o grande destaque dentre os estudantes da rede estadual medalhistas, alcançando a segunda melhor colocação na competição educativa em sua categoria (modalidade C/3ª série).

estudante-olimpiada-de-quimica-02Segundo a estudante, a participação e a conquista do resultado serviu como motivação para intensificar os estudos e manter o foco nas avaliações de acesso ao ensino superior. Suzane, que já tinha participado de outras edições da olimpíada, mas conquistando apenas menção honrosa, revela que o resultado foi alcançado a partir de um intenso preparo. “Este preparo esteve concentrado nas atividades letivas por meio dos assuntos ministrados em sala de aula com o apoio constante dos professores”, mencionou.

Para ela, a conquista da medalha representa não somente um mérito individual, mas o devido destaque ao ensino público. “É uma honra fazer parte desse momento e representar minha escola. É importante mostrar para a sociedade que as escolas públicas possuem alunos que alcançam êxito em seus objetivos”, lembrou a jovem.

A professora Hermínia Medeiros, que leciona no Ceti Marcantônio Vilaça 2, também foi homenageada na cerimônia de premiação. Para a docente, a oportunidade é um reconhecimento à atuação dos professores. “Representar a escola e receber um prêmio tão importante valoriza o empenho dos estudantes. É, igualmente, um reconhecimento coletivo a toda comunidade escolar e de forma muito especial ao trabalho dos professores”, citou Hermínia Medeiros, ressaltando que uma de suas metodologias de ensino é a abordagem sobre assuntos selecionados para constar na olimpíada.

Roberto Brasil