Estilista Helerson Maia é referência no Conselho de Arte do Boi Caprichoso

By -
“Deus me deu vários dons, mas se alguém me perguntar qual o meu preferido, respondo: ser estilista", afirmou Helerson Maia

“Deus me deu vários dons, mas se alguém me perguntar qual o meu preferido, respondo: ser estilista”, afirmou Helerson Maia

O Boi-Bumbá Caprichoso aposta na experiência do artista plástico Helerson Maia para elaborar os figurinos do espetáculo “Viva Parintins!”, formatado pelo Conselho de Arte, em busca do título de bicampeão no festival folclórico em 2016. Ele começou carreira aos 17 anos no festival de Parintins como artista de fantasias e se consagrou como um dos mais requisitados figurinistas do Amazonas.

Nos 50 anos do Festival Folclórico de Parintins o estilista coordenou toda concepção e confecção de figurino do Caprichoso, com a parceria do artista Ericky Nakanome. Sobre os trabalhos de arena em 2015, Helerson agradece: “todo esse trabalho não seria possível sem o talento de todos os artistas que confeccionam fantasias do boi, costureiras, além dos desenhistas que iniciam a criação dos croquis”.

Ainda na década de 1990, o artista revolucionou o item de sinhazinha da fazenda, ao inserir o luxo e o glamour nos vestidos usados por Jeane Benoliel, considerados um ‘boom’ no festival. Depois de anos de trabalho e dedicação ao Caprichoso, a carreira de Helerson Maia chegou ao âmbito internacional em 2011.

helerson-maia-caprichoso-05A partir deste ano ficou afastado do Boi Caprichoso por motivos particulares e recebeu convite para trabalhar na Europa como maquiador, com sonho de atuar no ramo de figurinos. Em Londres, na Inglaterra, o artista parintinense dirigiu por causa da maquiagem, editoriais de moda de várias marcas internacionais como “Sabina Tognetti Jewellery & Accessories”, em Liverpool Street, com experientes fotógrafos ingleses.

Ainda na terra da rainha, Maia trabalhou no ateliê da estilista sueca, Eline Ritter. Depois da Inglaterra, o artista foi para a Itália onde participou de editoriais de moda em Firenze, Bergamo e Veneza. Foi na Itália que ele teve oportunidade de fazer curso de técnicas em vidros para joias na Ilha de Murano, em Veneza. Em Paris, na França, maquiou em desfiles de moda.

Ele é um dos poucos amazonenses com curso de técnicas em vidros para joias. Além disso, no currículo do artista consta participação em eventos de maquiagem em feiras internacionais de Lisboa, em Portugal, em Hanover, na Alemanha e Punta Del Leste, no Uruguai. Helerson Maia teve trabalhos em destaque em Edimburgo, na Escócia, em Breganze, na Itália, Toulouse, na França, e Liverpool, Inglaterra.

helerson-maia-caprichoso-04Paixão pelo Caprichoso

O estilista retornou da Europa em setembro de 2013 para votar na eleição para a presidência do Caprichoso. “Eu vim apenas para votar, mas foi a paixão pelo Boi Caprichoso e muita saudade de minha mãe que reacendeu a vontade de permanecer em Parintins”, afirma o artista, ao acreditar também na gestão do Caprichoso, nas mãos de Joilto Azêdo e Rossy Amoêdo. “Fui convidado para uma reunião no boi e, para minha surpresa, fui nomeado conselheiro”, confessa.

Ao longo da carreira ininterrupta, o parintinense desenvolveu trabalhos para importantes revistas de moda do Brasil como Vogue e Empório, além de ter sido carnavalesco de escolas de samba em Manaus, figurinista no Festival de Cirandas de Manacapuru e outras festas populares na Amazônia. “Deus me deu vários dons, mas se alguém me perguntar qual o meu preferido, respondo: ser estilista. Tudo o que faço é com amor e dedicação”, define o artista.

Todas essas qualificações profissionais renderam convite à Helerson Maia, por parte da diretoria do Caprichoso, para ser membro do Conselho de Arte. Em 2015, o figurinista desenvolveu uma das fantasias mais bonitas dos festivais, usada pelo item apresentador na terceira noite. A comentarista do Caprichoso durante a transmissão do espetáculo, Socorrinha Carvalho, elogiou o trabalho com louvor, reconhecendo em Herlerson um artista nato da terra.

helerson-maia-caprichoso-03Para ela, a fantasia em si, assim como as peças dos figurinos assinados por Helerson Maia, era digna de ser exposta em museu. O membro do Conselho de Artes do Caprichoso, teatrólogo Chico Cardoso, reconhece o talento do estilista. “É um artista cuja sensibilidade ultrapassa qualquer movimento estilístico já criado. Quem viu a apresentação dos figurinos na arena em 2015, se apaixonou pela ousadia de seu conhecimento artístico”, comenta.

Chico Cardoso pontua o trabalho de Helerson como arte de quem possui conhecimento e visão artística. “A humanidade precisa conhecer o talento desse inovador estilista que nasceu em uma Ilha, mas tornou-se cosmopolita”.

O conselheiro de arte, Gil Gonçalves, define “o figurino do Caprichoso consegue ser ousado dentro de uma temática sem atropelar o brilho de sua tradição. Tradição de bom gosto. O Caprichoso tem estilo elegante, não é cafona, e isso vem muito da percepção artística de Helerson Maia”.

Roberto Brasil