Escolas da zona rural realizam seletiva para as Municipíadas

By -
As municipíadas ocorrem de 19 a 29 de setembro

As municipíadas ocorrem de 19 a 29 de setembro

Mil alunos do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental de 23 escolas municipais da Divisão Distrital Zonal (DDZ) VII Rural participam de seletiva para a conquista de vagas na XVIII Municipíadas, que ocorrerá de 19 a 29 de setembro. O evento iniciou na segunda-feira, 20, e vai até esta quinta-feira, 23. Os jogos são promovidos pela Secretaria Municipal de Educação (Semed) e classificam os campeões por modalidades.

As disputas são nas modalidades de futsal masculino e feminino, no infantil e juvenil, e queimada, no infantil feminino, no ginásio poliesportivo do Balneário do Sesc, no conjunto Campos Elíseos, zona Centro-Oeste. Já no futebol de campo, as partidas ocorrem no masculino e feminino, no infantil e juvenil, no Clube Municipal, na avenida Torquato Tapajós.

Umas das coordenadoras da seletiva da DDZ Rural da Semed, Fernanda Freitas, disse que durante os jogos os alunos têm a chance de conhecer novos colegas, saindo um pouco do convívio das áreas ribeirinha e rodoviária, além de massificar a prática do esporte.

“A participação deles é bem efetiva, porque os alunos esperam o ano inteiro para participar. É algo maravilhoso, porque as escolas são muito distantes e é uma forma de os alunos socializarem com outras crianças, vivendo novas experiências. O aprendizado é muito importante, pois se o aluno tirar nota baixa não participa da seletiva. Se ele tem interesse em sala de aula, vai obter boas notas e participar dos jogos. É uma parceria proveitosa do desporto com a educação”, completou Fernanda.

municipiadas-selecao-2A Escola Municipal Purangá Pisasul, localizada na comunidade Nova Esperança, no Rio Negro, na área ribeirinha, foi a campeã do futsal juvenil feminino, na manhã desta terça-feira, 21. Segundo a professora Débora Bruno, a unidade educacional indígena conta com alunas da etnia Baré.

“Essa interação é fundamental para que os alunos percebam também a importância do esporte, o que ajuda no desenvolvimento físico e psicológico. O resultado disso é que esses alunos vão se dedicar mais na escola e na prática esportiva. Em relação aos alunos indígenas, os jogos são importantes para que mostrem seus talentos a mais pessoas. Eles têm tudo para vencer na vida esportiva”, salientou.

Aluna do 9º ano, Jeane Garrido Silva, 14, da etnia Baré, ficou feliz pela conquista do futsal para sua escola e afirmou que seu sonho é seguir na carreira como jogadora de futebol. “Foi muito emocionante ganhar o jogo em Manaus. Tenho muito orgulho de participar pela escola e representar minha etnia. Quero ser uma atleta no futebol e, quem sabe, vencer no esporte. Tenho fé em Deus que vou conseguir e agradeço a escola por ter começado a praticar o futsal lá”, afirmou.

Classificada na final do futsal masculino infantil, a Escola Municipal Tereza Cordovil, no Tarumã, Ramal do Bancrevea, área rodoviária, participa da seletiva com cerca de 35 alunos do 6º ao 9º ano, no futsal masculino infantil e juvenil, e futebol de campo, no juvenil masculino.

“Esse é um momento muito agradável que ficará marcado para esses alunos. Quando nós participamos dos jogos é uma alegria. Tem aluno que confessa não dormir direito na expectativa de amanhecer o dia para vir jogar”, explicou o professor de Educação Física, Eros Cunha, a frente da equipe que vai decidir o título da categoria com a Escola Municipal Solange Nascimento, na manhã desta quarta-feira, 22.

Roberto Brasil