Equipe do 4º DIP prende quadrilha envolvida em estelionato

By -
O grupo é acusado por crimes de estelionato e falsificação de documento público

O grupo é acusado pelos crimes de estelionato e falsificação de documento público

Uma ação policial desencadeada ao longo de quinta-feira, dia 8, pela equipe de investigação do 4º Distrito Integrado de Polícia (DIP), resultou nas prisões em flagrante de Francisca Matarazzo Santos, 66; Gilmara Corrêa Guimarães, 38; Maria Araújo dos Santos, 48; Alexsandro Santos Ramires, 37; a irmã dele, Itamara Aparecida dos Santos, 32; e o companheiro dela, Jhullison Almeida da Silva, 23, envolvidos em crimes de estelionato e falsificação de documento público.

De acordo com os policiais civis, na manhã de ontem, por volta das 8h, Francisca foi à sede da delegacia formalizar uma denúncia contra Gilmara, que, de acordo com ela, a estaria extorquindo para ficar com o dinheiro da aposentadoria dela. Os investigadores então solicitaram apoio de policiais militares da 4ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e foram até a casa de Gilmara, na Rua Suécia da Comunidade Grande Vitória, bairro Gilberto Mestrinho, zona Leste da cidade.

Na ocasião, as duas foram conduzidas à sede da unidade policial e durante depoimento Gilmara disse que Francisca usava documentos adulterados. Dentro da bolsa da idosa foram encontradas identidades falsificadas. Ainda conforme os investigadores, as duas apontaram uma mulher, identificada como Vicência dos Santos Iumbato, 61, que está sendo procurada pela polícia, como a pessoa responsável por falsificar as identidades.

estelionatarios-presos-2Em ato contínuo as equipes foram à residência de Vicência, localizada na Rua E do Conjunto Castanheiras, bairro Zumbi dos Palmares, zona Leste. Na casa os policiais encontraram os filhos da mulher, Itamara e Alexsandro, além do companheiro de Itamara, Jhullison. No local foram aprendidas mais de 60 cédulas de identidade, 30 cartões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), cartões de bancos e lojas, documentos de aposentadoria, Cadastro de Pessoa Física (CPF), títulos de eleitor e muitos outros documentos.

Os investigadores relataram que após levarem todos à delegacia, voltaram à residência de Vicência com o intuito de encontrá-la. No momento em que chegaram ao lugar acharam Maria Araújo. Com ela havia mais três identidades falsas. Em depoimento os seis infratores disseram que utilizavam os documentos para retirar dinheiro de aposentadoria, fazer compras em lojas e empréstimos.

Na sede do 4º DIP, além dos crimes de estelionato e falsificação de documento público, os seis também foram autuados por formação de quadrilha e falsidade ideológica. Na tarde desta sexta-feira, dia 9, Jhullison e Alexsandro serão conduzidos à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irão permanecer à disposição da Justiça.

Francisca Matarazzo, Itamara Aparecida, Maria Araújo e Gilmara serão encaminhadas ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), onde irão aguardar julgamento.

Roberto Brasil