Equipe do 13º DIP prende golpista denunciada por mais de 30 pessoas

By -
Kezia Macedo negociava a venda de imóveis sem o consentimento dos proprietários, entre outros golpes

Kezia Macedo negociava a venda de imóveis sem o consentimento dos proprietários, entre outros golpes

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação do 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP), prendeu nesta quarta-feira, dia 27, no bairro Cidade de Deus, zona Norte de Manaus, Kezia Macedo da Silva, 30, denunciada por estelionato. De acordo com o delegado titular da unidade policial, Jander Mafra, a mulher é citada em pelo menos 30 boletins de ocorrência por golpes aplicados em diferentes zonas da capital.

Conforme a autoridade policial, a prisão ocorreu na casa onde ela estava morando atualmente, situada na Rua Ametista, bairro Cidade de Deus. Durante coletiva de imprensa realizada na tarde de hoje, no prédio do 13º DIP, Jander Mafra ressaltou que por meio de um site de vendas na Internet a mulher teria adquirido, em um mês, joias de pelo menos três pessoas sem efetuar qualquer tipo de pagamento pelas peças.

“Ela procurava pessoas que anunciavam joias entre R$ 3 mil e R$ 5 mil pela Internet e marcava encontro com as vítimas em uma agência bancária, onde simulava fazer o pagamento por meio de depósito, mas os envelopes estavam vazios. Kezia entregava o comprovante às vítimas e só depois que as mesmas descobriam a farsa”, explicou Jander Mafra.

Segundo o delegado Jander Mafra, Kezia foi indiciada por estelionato

Segundo o delegado Jander Mafra, Kezia foi indiciada por estelionato

O titular do 13º DIP afirmou que três pessoas formalizaram na unidade policial, desde março deste ano, boletim de ocorrência contra a mulher, alegando não terem recebido dinheiro algum pelas joias vendidas. “O somatório das peças vendidas pelas três vítimas é algo em torno de R$ 8 mil. Conseguimos recuperar, em posse de uma outra pessoa, uma pulseira de ouro que estava com Kezia, vendida por R$ 5 mil”, declarou.

Jander Mafra destacou, ainda, que no sistema de registros de ocorrências da polícia constam denúncias de estelionatos praticados por Kezia desde 2012. “Ela negociou a venda de imóveis de terceiros, como terrenos e casas, em distintos bairros da cidade, sem o consentimento dos proprietários. Após receber o dinheiro ela desaparecia”, informou o delegado.

No ano passado, Kezia foi presa no estado de Rondônia pela equipe da Delegacia Especializada em Roubos, Furtos e Defraudações (Derfd), logo após vender uma única casa em Manaus para 30 pessoas. “Atualmente ela estava respondendo pelo crime em liberdade e fez mais vítimas. Acreditamos que ela aplicou golpes em outras pessoas, que deverão nos procurar após a divulgação da imagem dela”, disse Mafra.

estelionataria-prisao 2O delegado aproveitou a ocasião para orientar as pessoas a terem cuidado com compras ou vendas feitas com terceiros. “Em caso de valores recebidos por depósito bancário, quem for vender algo só deve entregar o produto após comprovar se o valor consta na conta bancária. Em relação à aquisição de imóvel, é preciso comprovar se o vendedor realmente é o proprietário e isso pode ser verificado no cartório de registro do imóvel”, pontuou.

Kezia foi indiciada por estelionato e após os procedimentos legais na delegacia ela será conduzida ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Roberto Brasil