Equipe da DEHS prende homem que matou a própria esposa

By -
José Eloy teria batido a cabeça da vítima muitas vezes contra o chão, causando traumatismo craniano

José Eloy teria batido a cabeça da mulher muitas vezes contra o chão, causando traumatismo craniano

A Polícia Civil do Amazonas, por meio do delegado titular da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), Ivo Martins, apresentou na tarde desta sexta-feira, dia 13, durante coletiva de imprensa realizada no prédio da especializada, José Eloy dos Santos Cardoso, 32, autor do homicídio da própria esposa, Ruth Mouta Cacela, ocorrido na última quarta-feira, dia 11. A vítima tinha 32 anos.

De acordo com o delegado Ivo Martins, José foi preso pela equipe da DEHS, por volta das 15h, na casa do pai dele, localizada na Comunidade Campos Sales, bairro Tarumã, zona Oeste da capital.

Conforme a autoridade policial, o delito teria ocorrido na última quarta-feira, dia 11, por volta das 19h, em uma lan house de propriedade da vítima, situada na Avenida Oscar Borel, antiga São Pedro, segunda etapa do bairro Compensa, zona Oeste. José e a vítima trabalhavam no local. delegado-ivo-martins-dehs“O corpo de Ruth foi encontrado no início da manhã de quinta-feira, dia 12, no interior da lan house. A mulher estava caída no piso do estabelecimento, apresentava hematomas e escoriações no rosto. Segundo análise preliminar de peritos do Instituto Médico Legal (IML), o autor teria batido a cabeça da vítima muitas vezes contra o chão, até deixá-la sem vida, causando traumatismo craniano”, explicou Ivo Martins.

Em depoimento na DEHS, os familiares da vítima relataram que José seria usuário de drogas e Ruth teria ajudado a interná-lo em clínicas de reabilitação por diferentes ocasiões. Recentemente ele teria saído de uma internação. A vítima e o infrator, segundo testemunhas, estavam em conflito, pois a mulher havia pedido o divórcio na manhã do dia do crime, por não mais suportar o vício do companheiro.

“José não ofereceu resistência ao ser preso. No primeiro momento inventou uma versão sobre como ela havia morrido. Disse que estava com Ruth na hora do delito, mas que não se lembrava do ocorrido, pois teria usado drogas, após uma recaída. Todavia, logo depois, revelou com riqueza de detalhes como cometeu o crime. Ele disse que eles tiveram uma discussão motivada pelo pedido de divórcio e ele saiu para se drogar. Ao retornar à lan house teria encontrado a mulher com outra pessoa, por isso resolveu matá-la”, esclareceu Martins.

O infrator foi autuado em flagrante por homicídio qualificado e após os procedimentos legais ele será encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Roberto Brasil