Envira, Eirunepé e Itamarati recebem R$ 700 mil do Governo do Estado por conta da cheia

By -
A população de Eirunepé vive o drama da cheia invadindo suas casas e ruas

A população de Eirunepé vive o drama da cheia invadindo suas casas e ruas

O Governo do Amazonas, por meio da Defesa Civil do Estado, realizou nesta segunda-feira (6), na sede do órgão, localizado no bairro Cachoeirinha, zona sul de Manaus, a assinatura de três convênios com os municípios de Envira, Eirunepé e Itamarati, na calha do Juruá, que juntos somam R$ 700 mil. A verba é para ações de socorro às famílias afetadas pela enchente. No mês passado Boca do Acre, em estado de calamidade pública, recebeu R$ 550 mil.

“Este é um trabalho que estamos realizando de forma continua. O primeiro a receber a verba foi Boca do Acre, já que a situação é a mais grave e agora esses três municípios recebem o apoio financeiro para ações emergenciais em função dos danos causados pela enchente”, ressaltou o secretário da Defesa Civil do Amazonas, coronel Roberto Rocha.

Em Itamarati, o primeiro município a decretar situação de emergência no Amazonas, e que está com a área rural comprometida, pelo menos 1.090 famílias foram afetadas pela cheia do rio. Por conta disso, o município recebeu do Governo do Estado um repasse no valor de R$ 200 mil.

De acordo com o prefeito da cidade, João Campelo, a enchente já está sendo considerada uma das piores em 20 anos. Ele disse ainda, que sem o recurso do Governo a situação poderia ser ainda pior.

“O recurso disponibilizado será utilizado prioritariamente para as demandas da zona rural, como o deslocamento das famílias para área de terra firme”, afirmou.

Para Envira, o aporte financeiro também foi de R$ 200 mil e deverão suprir nesse primeiro momento, as necessidades das 832 famílias afetadas na cidade.

“Este é um trabalho que estamos realizando de forma continua", afirmou o coronel Roberto Rocha

“Este é um trabalho que estamos realizando de forma continua”, afirmou o coronel Roberto Rocha

“O Governo do Amazonas e a Defesa Civil do Estado estiveram presentes desde o momento em que foi decretada a situação de emergência em Envira, nos apoiando com suporte técnico e ajuda humanitária. Agora esse repasse vai minimizar os problemas das famílias”, disse o prefeito de Envira, Ivon Rates.

Eirunepé, que já recebeu da Defesa Civil do Estado 16,5 toneladas de ajuda humanitária, o valor do convênio foi de R$ 200 mil e também será destinado as ações emergenciais de atendimento as 2.311 famílias prejudicadas pela enchente.

“Esse valor que nos foi repassado irá diminuir os danos causados à população afetada”, destacou o representante de Eirunepé que assinou o convênio, Simar Rodrigues Monteiro. 

Balanço Geral da Enchente 2015

Estado de Calamidade Pública

  1. Boca do Acre-Purus

Situação de Emergência

1 Itamarati-Juruá

2 Guajará-Juruá

3 Ipixuna-Juruá

4 Eirunepé-Juruá

5 Envira- Juruá

6 Canutama-Purus

7 Tapauá-Purus

8 Carauari-Purus

09 Pauiní-Purus

10 Lábrea-Purus

11 Atalaia do Norte- Alto Solimões

12 Benjamin Constant-Alto Solimões

Situação de Alerta 

1 Tabatinga- Alto Solimões

2 São Paulo de Olivença- Alto Solimões

3 Santo Antônio do Iça- Alto Solimões

4 Tonantins – Alto Solimões

5 Humaitá-Madeira

Pessoas Afetadas- 80.088

Famílias- 16.015

Total de Ajuda Humanitária do Governo- 325.500 toneladas de alimentos não perecíveis, além de kit´s dormitório (colchões, redes, mosquiteiros) kit´s de higiene pessoas, medicamentos, filtros de água, hipoclorito de sódio.

Campanha Governo Solidário- 22 toneladas doadas

Instituições doadoras: SEAS, Fundo de Promoção Social, Universidade da Terceira Idade e populares.

Roberto Brasil