Emancipação de distritos no Amazonas ganha reforço com criação de Federação

By -
"Com certeza é um grande passo", disse Adjuto Afonso

“Com certeza é um grande passo”, disse Adjuto Afonso

A Emancipação municipal de áreas distritais no Amazonas ganhou força nesta quinta-feira (7) com a oficialização da Federação das Associações de Desenvolvimento Distrital Emancipalista do Amazonas (Faddeam). Agora, o Estado tem representação legal para ter voz nos eventos em nível nacional que defendem o tema. Os membros da nova diretoria se reuniram com o deputado Adjuto Afonso (PDT), idealizador da criação da federação e que já vem defendendo o tema há alguns anos.

“É uma federação que está se criando para que essas pessoas possam participar de eventos que discutam o tema Emancipação. Tramita uma PEC (Proposta de Emenda Constitucional) no Congresso Nacional do deputado Danilo Forte (PMDB/CE) e há um movimento emancipalista em todo o país. Eu quero parabenizar as pessoas que compõe hoje a Federação porque nós éramos um dos Estados com áreas para serem emancipadas e não tínhamos voz, apenas eu como deputado estava sempre presente lá discutindo isso. Com certeza é um grande passo”, disse o parlamentar.

O deputado Adjuto Afonso reforçou a discussão do tema em nível nacional como vice-presidente da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale), em defesa dos interesses do Amazonas, que tem áreas que necessitam ser emancipadas. Em agosto de 2015, foi procurado por lideranças da região e sugeriu a criação de uma Federação ou Associação legalizada para ganhar força em nível nacional, se unindo a outros Estados que lutam pela mesma causa.

O presidente da Faddeam, João Tavares (J.Lee), do município de Careiro Castanho (24 km em linha reta), acredita que a Federação reforça a luta no Estado, e fala do cenário atual referente à emancipação. “O Amazonas era o único que não tinha representação legal, agora temos com o apoio do deputado Adjuto Afonso. No Amazonas nós estamos com uma defasagem muito grande na criação de municípios. Enquanto somos o maior Estado da Federação, só temos 62 municípios. Queremos criar pelo menos 10 municípios, nós temos 45 pedidos para a Federação, não sei se vamos agregar a todos. Estamos correndo atrás de melhorias para a nossa gente”, disse Tavares.

Nailson Guedes, vice-prefeito do Careiro Castanho, aposta que a Emancipação distrital trará benefícios para diversas áreas do Estado. “Através dela os Distritos como Janauacá e Puru Puru vão ter vida própria. Hoje eles dependem muito do município-mãe, e sabemos muito a falta de estrutura do município-mãe. Nós pagamos um preço alto por não termos apoio suficiente da prefeitura do Careiro”.

No Amazonas, as áreas que mais apresentam características para Emancipação são: Puru Puru e Janauacá (Careiro Castanho); Foz do Canumã e Axinim (Borba); Itapeaçu (Urucurituba); Novo Remanso (Itacoatiara); Matupi (Manicoré); Caviana (Manacapuru/Beruri); Campina do Norte (Manacapuru); Mocambo (Parintins) e Balbina (Presidente Figueiredo).

Movimento – Emancipa Brasil

O deputado Adjuto Afonso participará representando a Unale de dois eventos nacionais nos próximos dias, juntamente com os membros da diretoria da Faddeam, que irão tratar do tema Emancipação.

No período de 9 a 12 de abril acontecerá o 3º. Encontro Nacional de Líderes Emancipalistas, do Movimento – Emancipa Brasil, no Distrito de Campos Lindos, Cristalina-Goias. No dia 12, em Brasilia, será realizado um Seminário Sobre Regulamentação de Novos Municípios, na Câmara dos Deputados, com a instalação da Frente Parlamentar Mista de Apoio à Concretização da Revisão Territorial dos Municípios, presidida pela deputada federal Flávia Morais (PDT/GO).

Roberto Brasil