Em Itacoatiara, audiência pública debate casos de rabdomiólise associados ao consumo de peixe

By -
"As pessoas não podem ter medo de consumir peixe, até porque não se sabe a causa da doença", frisou Sinésio Campos

“As pessoas não podem ter medo de consumir peixe, até
porque não se sabe a causa da doença”, frisou Sinésio Campos

A suspeita do consumo de peixe estar associado à doença rabdomiólise levou a Câmara Municipal de Itacoatiara a realizar uma audiência pública sobre o assunto, nesta terça-feira (6). Na audiência foram ouvidos especialistas sobre o assunto, que acalmaram a população da cidade, até então temerosa em comer peixe – uma das principais fontes
de proteína dos habitantes do Amazonas.


A audiência pública foi requerida pela vereadora Cheial Moreira (PT), que teve três pessoas de sua família diagnosticas com rabdomiólise. A doença é provocada por uma toxina que causa degeneração muscular e
pode acarretar rápida insuficiência renal. Sem tratamento a doença leva à morte.

audiencia-sinesio-itacoatiara-rabdomiolise-1Segundo o diretor-presidente da Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas (FVS/AM), Bernardino Albuquerque, Itacoatiara registrou 23 pessoas com suspeita de rabdomiólise neste ano, com 14 casos confirmados.

“Apesar de todas as pessoas relatarem a ingestão de peixe, não temos como dizer que o consumo de peixe é o motivo da doença. Podem ser os outros alimentos consumidos junto com o peixe ou diversos outros motivos. Inclusive um quadro de dengue ou de gripe mais complicado pode causar rabdomiólise”, explicou Albuquerque.

audiencia-sinesio-itacoatiara-rabdomiolise-2Como representante da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), o deputado estadual Sinésio Campos (PT) participou da audiência pública e, depois de ouvir especialistas da FVS e da Fundação de Medicina Tropical, tentou acalmar os cidadãos que preencheram todos os 112 lugares na galeria da plenário da Câmara
Municipal.

“Essa audiência é de extrema importância para explicar como essa doença acontece. As pessoas não podem ter medo de consumir peixe, até porque não se sabe a causa da doença, que podem ser inúmeras”, apontou Sinésio. “Mas ao mesmo tempo eu sugiro que o Hospital Tropical, de Manaus, envie alguns médicos para Itacoatiara, para agilizar o
diagnóstico da doença e iniciar o tratamento o mais rápido possível”, emendou.

audiencia-sinesio-itacoatiara-rabdomiolise-4A sugestão foi aceita pelo diretor-presidente da FVS/AM, que prometeu destacar profissionais especializados no assunto para atuar no Hospital José Mendes, em Itacoatiara.

Roberto Brasil