Em debate na TV, José Ricardo denuncia a “Manaus maquiada” e diz que o seu Governo terá transparência no uso dos recursos

By -

debate-tv-a-critica

O candidato a prefeito de Manaus, José Ricardo (PT), participou na noite de ontem (25) do segundo debate na televisão com os prefeituráveis, na TV A Crítica. Ele chegou no prédio da emissora acompanhado de seu vice, Yann Evanovick (PCdoB), na sua conhecida kombi, utilizada há mais de dez anos para a prestação de contas do mandato, por meio das tribunais populares nas feiras, praças e terminais. A militância da coligação “Compromisso com o Povo” aguardava “o homem da kombi” no local, declarando palavras de apoio, como “Manaus tem jeito, Zé Ricardo pra prefeito”. Nesta segunda, os candidatos fizeram caminhada na Betânia, Zona Sul, e minicomício no Terminal 3, na Cidade Nova, Zona Norte.

Logo no primeiro bloco, José Ricardo denunciou que a “Manaus Inteligente”, defendida pela coligação “Por uma só Manaus” nada mais é do que uma “Manaus virtual”, uma “Manaus maquiada”, uma verdadeira “matrix” (referindo-se ao filme que se passa num mundo paralelo, desenvolvido apenas nas mentes das pessoas). “Porque a Manaus real é a que o povo sofre na pele todos os dias e a que vejo por onde passo. Bairros abandonados, ruas esburacadas, pessoas reclamando que não têm água nas suas casas, que andam em ônibus velhos, caindo aos pedaços, e sem uma política de moradia. Uma gestão totalmente ineficiente, confirmada em pesquisa feita pela Folha de São Paulo (Ranking de Eficiência de Municípios), e sem transparência, de acordo com o Ministério Público Federal (2º Ranking Nacional da Transparência)”, declarou.

 

No seu Governo, o candidato afirmou que irá implantar o Orçamento Participativo, para que a população contribua com os rumos e prioridades da cidade, e criar a Controladoria Geral do Município (CGM), como instrumento de fiscalização e controle, reduzindo os desvios de finalidade e combatendo a corrupção, além de disponibilizar todas as informações nas mídias eletrônicas e redes sociais, dando total transparência a sua gestão e reduzindo os custos elevados com propaganda. “O prefeito atual gastou mais de R$ 220 milhões em propaganda pessoal nesses três anos e meio de gestão. Com a metade desse valor, daria para construir 43 escolas de qualidade, com quadra, biblioteca. Isso é ouvir o clamor e as prioridades da população”.

Ao longo do debate, José Ricardo defendeu o Passe Livre Estudantil, para que as crianças e os adolescentes de baixa renda não abandonem a escola por falta de recursos para o transporte, e a transferência de 100% do controle das informações do sistema para a Prefeitura de Manaus, e não mais nas mãos dos empresários de ônibus. “Está na hora de Manaus ter um prefeito de verdade”, desabafou ele, destacando ainda a construção de oito mil casas populares e lotes urbanizados, como política municipal de habitação, por meio do Programa Minha Casa, Minha Vida – Municipal.

Já na saúde, após ser questionado por outro prefeiturável, ele comprometeu-se em levar saúde básica para todos os bairros da cidade, em construir mais uma maternidade e o primeiro hospital infantil municipal.

Mario Dantas