Em Caapiranga, Pongó e seu vice perdem diploma

By -

Nesta terça-feira (31) o Tribunal Regional Eleitoral – TRE/AM impôs uma derrota acachapante ao prefeito afastado de Caapiranga, Antônio Ferreira Lima, o Pongó (PMDB). Por unanimidade o pleno do TRE julgou procedente o Recurso Contra Expedição de Diploma – RCED – manejado pelo Ministério Público Eleitoral, pelo partido PSD de Caapiranga e por Zilmar Almeida de Sales.

Com a decisão da Corte Eleitoral, ficam cassados os diplomas de Antônio Ferreira Lima e Moisés da Costa Filho, respectivamente prefeito e vice-prefeito de Caapiranga.

Decisão do TRE-AM (Reprodução)

No entanto, o TRE determinou que seja realizada nova eleição para prefeito em Caapiranga, somente após análise da situação pelo Tribunal Superior Eleitoral – TSE – em Brasília.

Dessa forma, o prefeito que estiver no cargo (seja Antônio Lima ou Moisés Filho), fica até julgamento na Corte Eleitoral Superior.

Após a possível confirmação, em Brasília, do julgamento do TRE (pela cassação da chapa), será determinada nova eleição, momento em que assumirá a prefeitura o presidente da Câmara Municipal, até a assunção do novo gestor municipal após escolha, por meio do voto, pelos caapiranguenses. / Por Mário Brother

Roberto Brasil