Eleições já registram 22 candidatos presos no país, segundo TSE

By -

eleicoes-2014-tse

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) informa que, até as 11h28 deste domingo (05), 226 eleitores foram presos no país. Segundo o Tribunal, duas pessoas foram presas pelo uso de alto-falantes, 144 por boca de urna, 36 por divulgação de propaganda, cinco por transporte ilegal de eleitores, 11 por corrupção eleitoral, e 28 por outros motivos. Foram registradas outras 598 ocorrências, mas sem prisões.
Quanto aos candidatos, vinte e doisforam presos, sendo oito deles por boca de urna, dois por divulgação de propaganda, dois por transporte ilegal de eleitores, quatro por fornecimento ilegal de alimentos, três por compra de votos e três por motivos não divulgados. Dez dos candidatos presos são do Rio de Janeiro e três de Minas Gerais.

Entre os não candidatos, 25 pessoas foram presas por crime eleitoral. Dessas, 9 faziam boca de urna. Outros 142 não candidatos e 47 candidatos foram flagrados cometendo crimes eleitorais mas não foram detidos.

Segundo o TSE, não houve ocorrências graves até aqui nas eleições. Todas as urnas foram entregues dentro do prazo, com exceção de três, no Amazonas: o avião que levaria os terminais de votação não pôde decolar por causa do mau tempo, mas a aeronave decolou às 10 horas deste domingo. Em São Luís (MA), quatro urnas foram danificadas durante a madrugada. Uma seção eleitoral foi incendiada, mas os equipamentos já foram substituídos.

Até agora, 582 urnas foram substituídas por falhas de funcionamento. Uma sessão, no Rio Grande do Norte, teve de recorrer ao uso de cédulas. Segundo o tribunal, 279 localidades pediram apoio das forças federais de segurança. Santa Catarina, que tem sofrido com ataques criminosos nos últimos dias, está na lista: o Estado pediu reforço neste sábado e já recebeu 25 tropas. (Fonte: VEJA/G1)

Roberto Brasil