ELEIÇÕES FENAJ 2016 – Candidata pela Chapa 1 – Sou Fenaj

By -

IMG_3567

A candidata à presidência da Federação Nacional dos Jornalistas – Fenaj pela CHAPA1 – SOU FENAJ, jornalista Maria José Braga apresentou propostas e abordou temas com os jornalistas sobre os desafios do jornalismo no atual cenário no país e abordou temas urgentes ao exercício da profissão no Brasil. O encontro aconteceu nesta segunda, 27, na sede do Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Amazonas – SJPAM, em Manaus.

“O jornalismo não vive uma crise. O modelo de negócio do jornalismo é que está em crise. E o que precariza as relações de trabalho dos jornalistas não é o jornalismo”, destacou Maria José, durante diálogo com o presidente do SJPAM, Wilson Reis e os diretores David Almeida, Suzy Figueiredo, Walter Mendes e os jornalistas convidados, Milene Dantas e Cleber Maia.

P1000632

Maria José explica que a visão dos donos de jornais e empresas de comunicação provocam essa crise. “O modelo de negócio apoiado na publicidade é um dos fatores que fragilizam a importância social do jornalismo e o exercício da  profissão”. Outro aspecto pontuado foi o pensamento político liberal no Brasil e como ele trabalha na desqualificação do papel e na importância do jornalismo com ética e voltado aos interesses da sociedade.

P1000648

“97% dos jornalistas que atuam no jornal britânico The Guardian são sindicalizados. Isso explica que na meca do capitalismo as empresas respeitam  as entidades de profissionais, priorizando nas relações de trabalho as decisões do coletivo ao individual, pois isso fortalece a economia de seu país, prática  que não ocorre no Brasil” comparou.

A digitalização e a qualidade dos conteúdos foram pontos abordados. “A internet não é o paraíso da liberdade, há muita coisa mas a credibilidade das fontes e o juízo de valor são questões que devemos nos ater”, refletiu ela sobre o ponto de vista ético ao qual os jornalistas tem como premissa.

Durante a manhã, a candidata também concedeu entrevista ao jornal A Crítica e à tarde, visitou as redações dos jornais Diário do Amazonas e Amazonas Em Tempo e concluiu. “Há muito por fazer e só mobilizados e compreendendo a correlação de forças na relação de trabalho é que nós jornalistas  conquistaremos melhorias”, finalizou.

Debate no ICHL

Nesta terça, 28, às 9h, no auditório Rio Solimões, Maria José Braga, participa de debate com os estudantes e professores do Curso de Jornalismo, no Instituto de Ciências Humanas e Letras – ICHL, da Universidade Federal do Amazonas – Ufam. À tarde, ela visita as redações do Jornal do Commercio e de A Crítica para apresentar propostas da CHAPA 1 – SOU FENAJ.

Mario Dantas