Eduardo Braga visita seis cidades e duas comunidades do interior no feriadão da Semana da Pátria

By -

BRAGADurante o feriadão da Semana da Pátria, o senador Eduardo Braga, candidato ao Governo do Amazonas pela coligação “Renovação e Experiência”, foi ao encontro de brasileiros que são os verdadeiros guardiões da Amazônia. Nas cidades de Caapiranga, Anamã, Anori, Codajás, Beruri e Novo Airão, Braga expôs suas propostas e viu as necessidades da população.
Não se restringindo apenas às sedes do municípios, o senador visitou também os moradores das comunidades Campinas do Norte, de Manacapuru, e Arumã, do município de Beruri.

Em todos os lugares, Eduardo Braga teve uma recepção calorosa por parte da população e pôde constatar a situação de descaso com que o atual governo vem tratando o interior do Estado. Problemas recorrentes como má distribuição de energia, falta d’água, ruas esburacadas, hospitais sem médicos e desabastecidos de medicação foram encontrados em todos os locais.

Em Caapiranga, a falta de manutenção da pavimentação e o não cumprimento da promessa de asfaltar a cidade antes do Festival do Cará (realizado durante este fim de semana) fizeram a cidade ficar envolta em uma nuvem de poeira que estava causando danos à saúde da população. Máquinas do Governo do Estado se encontravam na cidade. “Vocês acham certo deixar Caapiranga abandonada e, na véspera das eleições, vir aqui, passar uma tintazinha de asfalto e ir embora?”, questionou o senador.

Em Anamã, acompanhado pela população da cidade, Braga caminhou pelas ruas e pôde conferir as condições da Escola Tancredo Neves, único patrimônio cultural do município, que está esperando para ser reativada há quatro anos. O senador lembrou que, em todo o Estado, as obras foram realizadas num ritmo muito lento nos últimos anos.

Em Codajás, Eduardo Braga iniciou seu discurso falando sobre a perseguição sofrida pelos servidores do Estado nesse período de campanha eleitoral. “Onde a gente vai, a gente ouve que esse governo está perseguindo o servidor. Ao ponto de ele ter medo de fazer qualquer coisa, mesmo no seu horário de folga, porque tem gente filmando”, afirmou.

Braga lembrou das promessas não cumpridas do atual governo em Novo Airão. “Aqui, eles se comprometeram a concluir o hospital. Isso faz quatro anos e meio. Eles tiveram dinheiro e tempo e o hospital ainda não está pronto. Ou eles não quiseram, ou não sabem fazer”, disse. “Prometeram também uma orla igual à Ponta Negra. Cadê a orla? Qual foi a escola nova que eles fizeram em Novo Airão?”, questionou.

Por todos os lugares onde passou, Braga ouviu apelos para que volte ao governo e declarações de que o interior foi abandonado após a sua saída. Nas comunidades, o carinho da população foi ainda maior. Em Arumã, chegou a ser carregado pelos moradores. Em Campinas do Norte, proferiu uma frase que vale para todos os moradores do interior do Amazonas:“Vocês não terão um governador desaparecido. Vocês vão ver o trabalho aparecer e a transformação acontecer”, prometeu.

Mario Dantas