Dupla de traficantes é presa em Iranduba

By -

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Iranduba, município distante 27 quilômetros em linha reta da capital, prendeu em flagrante, na nesta quinta-feira, dia 23, Carlos Augusto dos Santos Amorim, 30, conhecido como “Calabresa”, e Anderlei da Silva Gonzaga, 27, por tráfico de drogas, posse ou porte de arma de fogo de uso permitido e restrito.

De acordo com o delegado titular da 31ª DIP, Antonio Chicre Neto, as investigações em torno da dupla tiveram duração de, aproximadamente, duas semanas. Os trabalhos foram iniciados após o recebimento de denúncias no prédio da delegacia, informando intensa movimentação de pessoas em um ramal na zona Rural de Iranduba. Conforme os delatores, era possível ouvir o barulho de disparos de arma de fogo vindos do lugar.

“Encontramos os infratores em uma residência situada no quilômetro 15 de um ramal localizado da rodovia estadual AM-070, próximo ao município. Durante revista no interior da casa apreendemos uma espingarda com seis munições, um rifle com quatro munições, uma arma de pressão, cerca de um quilo e 300 gramas de substância entorpecente com aspecto de pasta base de cocaína, uma pequena porção de maconha, além de um aparelho de som, um aparelho celular e pertences pessoais oriundos do tráfico de drogas”, explicou Antonio Chicre Neto.

O delegado titular da 31ª DIP ressaltou, ainda, que na garagem da casa foram apreendidos um carro da montadora Chevrolet, modelo Corsa, de cor branca e placas JXO-9588, além de duas motocicletas, sendo uma da montadora Honda, modelo CG 150 Start, de cor preta e placa PHI-2240, e a outra da marca Yamaha, modelo Teneré XTZ 250, também de cor preta e placa NOK-9691. Os veículos foram levados para a delegacia.

Na unidade policial foi constatado que Carlos era considerado  foragido da delegacia de Iranduba. Ele havia sido preso em 2016, por tráfico de drogas. O infrator afirmou, em depoimento, que o material apreendido pertencia a ele e que Anderlei preparava a droga para vender.

A dupla foi autuada em flagrante por posse ou porte de arma de fogo de uso permitido e restrito, tráfico de drogas e associação para o tráfico. Ao término dos procedimentos cabíveis na 31ª DIP, Anderlei e Carlos irão permanecer na carceragem da unidade policial, à disposição da Justiça.

Roberto Brasil