Drenagem profunda no bairro Cidade de Deus beneficiará mais de 100 famílias

By -

dre2 (1)

Está em fase de conclusão a drenagem profunda iniciada no bairro Cidade de Deus, zona Norte, em março deste ano. A obra, executada pela Prefeitura de Manaus, possui mais de 230 metros de extensão e vai beneficiar mais de 100 famílias residentes no entorno.

O trabalho começou pelo Beco Circular 1, passando pelas Ruas São Marcos e Autaz Mirim. As equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf) atuam nesta semana na confecção e instalação de três caixas coletoras. Após o serviço, os trabalhos prosseguem com o início da terraplanagem da via e pavimentação asfáltica.

dre2 (2)

“Essa obra tem sido aguardada com expectativa pelos moradores. O serviço foi pensado não apenas para resolver o problema de alagação da área, mas para dar mais comodidade aos moradores. Por isso, será aberta uma nova rua nessa área”, destacou o secretário municipal de Infraestrutura, Alexandre Morais, acrescentando que mais de 100 famílias serão beneficiadas com a nova via de acesso.

Morador do bairro há dez anos, o servidor público Raimundo Leite disse que a situação das famílias no beco sempre foi complicada. Segundo ele, uma obra paliativa de rip-rap foi realizada, mas com o tempo e com a força das chuvas, as casas do entorno alagaram. Para Raimundo, a drenagem resolverá definitivamente o problema.

dre3

“Sempre foi complicada a situação aqui e nunca havíamos recebido uma assistência como essa. Quando vimos as equipes chegando para executar o trabalho foi uma alegria. Agora poderemos ter uma via de acesso decente e bem na porta de casa”, comemora.

Novas drenagens

Outras dez áreas mapeadas pela Seminf vão receber serviços de drenagem profunda. Na terça-feira, 18, uma frente de trabalho iniciou na Rua Salmo 91, na Comunidade Jesus Me Deus, zona Norte. Os serviços são de caráter emergencial e contemplam, ainda, os bairros Grande Vitória, na zona Leste, e Terra Nova, Campos Sales, Cidade de Deus e Novo Israel, na zona Norte.

Os locais escolhidos para os serviços são aqueles que sofrem com constantes problemas de alagação. “As áreas mais prejudicadas com as fortes chuvas vão receber mais de 100 metros de tubulação. Esse serviço também ajuda a preservar o asfalto utilizado no recapeamento da via e, consequentemente, a drenagem superficial, sarjeta, meio-fio e canaletas”, explicou Morais.

Mario Dantas