Documentação do Bolsa Universidade deverá ser entregue de 9 e 11 de dezembro

By -

bolsa-universidade500x300Os 7.383 candidatos selecionados pelo Programa Bolsa Universidade (PBU), da Prefeitura de Manaus, deverão apresentar documentação entre os dias 9 e 11 de dezembro, na sede da  Escola de Serviço Público Municipal e Inclusão Socioeducacional (Espi), na avenida Profº Nilton Lins, 3259, Bloco D – Parque das Laranjeiras, Zona Centro-Sul da cidade, de 8h às 17h.

Entre os documentos exigidos, de acordo com o edital, estão CPF, RG, comprovante de residência, Carteira de Trabalho e Previdência Social (CTPS) e comprovantes de renda de todos os moradores declarados na inscrição. Além dos comprovantes de renda, também é obrigatória a apresentação da declaração de renda, que é emitida durante a inscrição.

Pessoas com Deficiência (PcD) precisam apresentar, ainda, a versão original ou a cópia autenticada de laudo médico com o CID (Código Internacional da Doença), emitido por médico especialista credenciado ao Conselho Regional de Medicina (CRM).

Os 48 selecionados para estudar na Faculdade Martha Falcão | DeVry deverão agendar o Vestibular para ingresso na instituição. No próximo dia 6, de 9h às 12h30, haverá a primeira prova, mas poderá ser feito o agendamento posterior por meio do setor de Admissões, pelos telefones 4020-4900 ou (92) 2121-0929. O prazo para matrícula na faculdade vai até o dia 23/12.  A lista dos selecionados pode ser conferida no site e na Fan Page da instituição: www.faculdademarthafalcao.edu.br e https://www.facebook.com/faculdademarthafalcao/ , respectivamente.

Este ano, foram registradas mais de 35 mil inscrições para vagas distribuídas em 11 Instituições de Ensino Superior (IES) privadas que aderiram ao programa. São oferecidas bolsas integrais, de 100%, e parciais (75% e 50%) para os estudantes que atenderem aos requisitos previstos em edital – entre eles, o da renda familiar média não ultrapassar R$ 1.182, o equivalente a um salário mínimo e meio. Para o cálculo da renda média, o candidato deve somar os rendimentos de todas as pessoas que moram na mesma residência e dividir pela quantidade de pessoas.

Além disso, é necessário ser brasileiro nato ou naturalizado, residente em Manaus, não estar matriculado em universidades públicas e nem desfrutar de outras modalidades de programas de graduação mantido pelo Poder Público ou pela iniciativa privada. Todos os requisitos previstos no edital são tanto classificatórios quanto eliminatórios.

Roberto Brasil