Detran-AM apreende 102 motocicletas na Avenida do Samba

By -

O Departamento Estadual de trânsito do Amazonas (Detran-AM) apreendeu 102 motocicletas no domingo (12) durante “rolezinho” na Avenida do Samba, zona Centro-Oeste de Manaus. A prática do “rolezinho” é uma versão do “racha” sobre duas rodas e, igualmente, uma infração gravíssima de trânsito, punida com a suspensão da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), apreensão do veículo e obrigatoriedade do curso de reciclagem para o condutor flagrado cometendo esse tipo de infração.

Também no fim de semana, os agentes do Detran-AM e policiais do Batalhão de Policiamento de Transito da Polícia Militar (Baptran) autuaram outros 187 motoristas em blitze realizadas por todas as zonas da cidade. No total foram lavrados quase 400 autos de infração entre a tarde de sexta-feira (10/02) e a madrugada desta segunda-feira (13). Além dos veículos apreendidos, 16 condutores foram autuados por dirigirem após ingestão de bebida alcoólica.

Na operação de repressão ao “rolezinho” na Avenida do Samba, além da atuação por prática de direção perigosa (racha), os motoristas foram autuados por dirigir sem uso de capacete ou o uso irregular do acessório de segurança, desobediência à ordem de parada, veículos sem equipamento obrigatório, escapamento “aberto” (que produz ruído acima do permitido pela legislação de trânsito) e motociclistas sem documentos de porte obrigatório, Certificado de Registro e Licenciamento de veículos (CRLV) e Carteira Nacional de Habilitação (CNH).

Durante a abordagem dos agentes, sete menores foram flagrados participando das disputas de corrida. Também foram encontrados documentos de motos falsificados, placas clonadas. Segundo estimativa dos agentes do Núcleo de Operações Especiais de Trânsito (Neot), cerca de 250 pessoas estavam no local. Com a chegada dos agentes a maioria fugiu.

“Não é interesse do Detran que alguém se machuque, por isso escolhemos previamente o local onde abordar os motociclistas e a forma de abordagem. A intenção é coibir as infrações e preservar a integridade física tanto dos motociclistas, de terceiros e dos nossos próprios agentes”, afirmou o diretor-presidente do Detran-AM, Leonel Feitoza. A operação aconteceu após monitoramento e denúncias da população em razão ao excesso de velocidade e barulho na via.

De acordo com Leonel Feitoza, a prática do “rolezinho” não é proibida, desde que seja realizado em local adequado, com uso de todos os equipamentos de segurança e autorização prévia dos órgãos de trânsito.

Todos os motociclistas autuados responderão a processo administrativo junto ao Detran-AM por desobediência ao Código Brasileiro de Trânsito (CTB). A direção perigosa é falta gravíssima, que diminui sete pontos na carteira e dá multa no valor de R$ 1.915,40. As motos apreendidas foram encaminhadas ao pátio do órgão.

Roberto Brasil