Desembargador Wellington Araújo ocupará vaga no TRE-AM

By -

desembargador-wellington-araujo

O Pleno do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) escolheu nesta ter-feira (20) o desembargador Wellington José de Araújo como membro substituto do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-AM).

A escolha foi por aclamação, após desistência da desembargadora Nélia Caminha Jorge de concorrer ao pleito.

Wellington irá ocupar vaga na classe de magistrados – desembargadores, após renúncia do desembargador Jorge Manoel Lopes Lins, que assumiu o cargo de vice-presidente do TJAM em julho.

Lista tríplice da OAB

Na escolha de membro substituto para recomposição da lista tríplice na classe de advogados, os desembargadores decidiram, por maioria, pelo candidato José Fernandes Júnior, que recebeu oito votos.

A advogada Paula Ângela Valério de Oliveira recebeu quatro votos; Vasco Macedo Vasques, um voto; outro voto foi nulo.

De acordo com o desembargador Flávio Humberto Pascarelli Lopes, que presidiu a sessão, a votação foi secreta, conforme entendimento do Conselho Nacional de Justiça. A apuração dos votos foi feita pelos desembargadores João Simões e Nélia Caminha Jorge.

José Fernandes Júnior irá substituir o nome de Felipe dos Anjos Thury, que figurava em duas listas e já ocupa uma vaga no TRE-AM. Em entrevista à imprensa, que acompanhava a sessão do Tribunal Pleno desta terça, o advogado agradeceu a escolha do seu nome para a composição da lista tríplice. “Estou muito honrado por ter sido escolhido pela Corte Estadual e por ter concorrido em uma disputa com advogados com grande capacidade e experiência profissional. Dos meus 28 anos de advocacia, 24 deles foram dedicados aquele Tribunal Regional Eleitoral. Isso apenas é uma etapa, pois o processo ainda vai ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e depois à Presidência da República para uma escolha definitiva”, comentou. Ainda não há uma data definida para a divulgação do profissional definido para a vaga. Os outros nomes que fazem parte da lista tríplice são dos advogados Affimar Cabo Verde Filho e Charles Garcia, já escolhidos na votação anterior.

Recondução no Ministério Público Estadual

O procurador-geral de Justiça Carlos Fábio Braga Monteiro esteve nesta terça-feira na primeira sessão do TJAM após ser reconduzido ao cargo, na última sexta-feira (16), pelo governador José Melo.

Fábio Monteiro tem 20 anos de Ministério Público e foi o primeiro colocado na eleição de 12 de setembro, que definiu a lista tríplice a ser encaminhada ao governador: recebeu 114 votos (78%).

“Estou feliz com a aprovação da classe, pois entendeu que mesmo em um momento de crise nós conseguimos gerenciar positivamente a instituição e o desafio continua, em parceria com o Tribunal de Justiça, a Defensoria e com a OAB, o que nos dá a certeza de que a justiça vai continuar sendo promovida e defendida para toda a sociedade amazonense”, declarou o procurador-geral.

Entre os projetos estão o de continuar com o combate à corrupção e às organizações criminosas, aumentar o número de peritos da instituição e nomear novos promotores aprovados em concurso para atuarem no interior.

Áida Fernandes