Descontrole na gestão leva o TCE a reprovar contas da Câmara de Manaquiri

By -

tce-fachadaUma série de irregularidades detectadas durante a inspeção de técnicos do Tribunal nas Contas do Amazonas (TCE-AM) nas contas do ano de 2014 do presidente da Câmara  Municipal de Manaquiri, Ewerton Esttevam de Souza, levaram o pleno do TCE-AM,  a reprovar as contas do gestor por unanimidade, na manhã desta terça-feira, e a condená-lo a devolver aos cofres públicos R$ 870 mil, entre multas e glosas.

Conforme o voto do relator do processo, auditor Alípio Reis Firmo Firmo, que foi seguido pelos conselheiros, entre as irregularidades encontradas nas contas de Ewerton Esttevam estão a falta de acompanhamento da execução orçamentária; despesas realizadas sem empenho prévio; falta de transparência da gestão fiscal; inobservância de normas; falta de registro contábil tempestivo dos atos e fatos que afetam ou possam afetar o patrimônio da entidade e o não repasse ao INSS das contribuições descontadas na folha de pagamento dos vereadores e servidores, entre outras.

O gestor, que ainda pode recorrer da decisão, tem prazo de 30 dias para o recolhimento do valor.

Roberto Brasil