Deputados conhecem projetos de infraestrutura para interligar Brasil e Peru e dar ao Amazonas acesso ao Oceano Pacífico

By -
Foram apresentados três projetos de integração fronteiriça entre o Peru e o Brasil

Foram apresentados três projetos de integração fronteiriça entre o Peru e o Brasil

O embaixador peruano, Jorge Bayorna, apresentou ao presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado Josué Neto (PSD), três projetos de integração fronteiriça entre o Peru e o Brasil. A reunião ocorreu na Aleam, nesta terça-feira (14) e contou com a presença de outros deputados estaduais.

Em comum, Brasil e Peru têm 2.822 quilômetros de fronteira. Desde 2003 os dois países estabeleceram uma aliança estratégica e, por meio dela, foram elaborados três projetos de interligação viária.

A Estrada Interoceânica liga o sul do Peru, desde o litoral do Pacífico, até o Brasil, prosseguindo até o Porto de Santos, às margens do Oceano Atlântico. Em operação há mais de três anos, a estrada tem grande potencial econômico – porque facilita a exportação de produtos brasileiros para o Peru – e turístico.

O Eixo Amazonas é um projeto multimodal que começa em pontos distintos no litoral do Peru e que se juntam. Além disso, o eixo integra portos marítimos, trechos fluviais e estradas. No Brasil, o eixo está interligado com o Rio Amazonas. Algumas obras estão concluídas, outras em andamento e outras em fase de projeto.

O projeto de construção da Ferrovia Bioceânica Peru-Brasil partiu da assinatura da ‘Declaração para o Estabelecimento de Cooperação sobre uma Conexão Ferroviária Bioceânica’ em 2014. O documento foi assinado pelo Brasil, China e Peru. Na ocasião, foi criado um grupo de trabalho e definido que a rota seria de Lucas de Rio Verde em Mato Grosso e terminaria em um porto na costa do Pacífico, no Peru. O projeto está em fase de estudos.

Roberto Brasil