Deputado denuncia péssimo serviço da Amazonas Energia

By -

Dep. Sidney Leite

Nesta terça-feira (25), no plenário da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), o deputado Sidney Leite denunciou o péssimo serviço no interior amazonense e na capital pela empresa Amazonas Energia assim como a contaminação dos igarapés com óleo queimado despejado pelas empresas contratadas. O parlamentar apresentou requerimentos solicitando informação dos pagamentos realizados referentes ao gasoduto Urucu- Coari-Manaus e do Linhão de Tucuruí pela Petrobras e Eletrobras.

“Eu apresentei um requerimento para saber quanto o Governo Federal gastou e pagou pelo gasoduto Coari-Manaus, também no Leão do Tucuruí e para a modificação no sistema elétrico de Manaus (a partir do gás) estou aguardando e caso estas informações não sejam apresentadas pelas empresas responsáveis pediremos a justiça solicitar esses dados”, disse o parlamentar.

Falta energia na capital e no interior

“Amazonas energia é a maior sonegadora fiscal do interior do estado, ela contrata empresas para gerar energia e não pagam impostos (IPTU) pela utilização do solo, enquanto que qualquer cidadão aqui paga imposto, caso não bastasse estas empresas poluem  os igarapés no interior despejando óleo queimado afetando a qualidade de vida da população, ou a traves da poluição sonora, iremos continuar a denunciar estes fatos e pediremos ao IPAAM que fiscalize, embora esta empresa já se comprometeu a modificar, mas até agora nenhuma providência foi tomada que prestam um péssimo serviço, mas na hora de cobrar não perdoam um centavo”, salientou Sidney Leite.

O requerimento apresentado no último dia 19 de abril solicita à Petrobras informações acerca do Gasoduto Urucu-Coari-Manaus, ou seja, a cópia integral do contrato, planos de trabalho, cronogramas de execução, financeiros e o valor da troca das matrizes energéticas para o gás natural.

Outro requerimento apresentado pelo parlamentar na mesma data solicita à Eletrobras informações acerca do Linhão do Tucuruí a respeito do plano de trabalho e de instalação e o valor gasto para trazer ao Amazonas. (Mercedes Guzmán)

Roberto Brasil