Delegação amazonense nos Jogos Escolares da Juventude terá 170 atletas

By -

amazonas-jej-2015_01A delegação do Amazonas, composta por 170 alunos, se prepara para embarcar para os Jogos Escolares da Juventude, maior competição interescolar do Brasil, realizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) para crianças de 12 a 14 anos no período de 3 a 12 de setembro em Fortaleza, no Ceará. Para esta edição, são esperados quatro mil atletas.

amazonas-jej-2015_03Realizada com o patrocínio máster da Coca Cola, a competição acontece sempre em duas etapas. Primeiro, para alunos de 12 a 14 anos e em novembro, a cidade de Londrina, no Paraná, recebe a edição para jovens de 15 a 17 anos. As modalidades disputadas são o atletismo, badminton, ciclismo, ginástica rítmica, judô, luta olímpica, natação, tênis de mesa, xadrez, basquete, futsal, handebol e vôlei.

Todos os atletas das escolas da rede pública (federal, municipal e estadual) embarcam para a competição com passagens cedidas pelo Governo do Amazonas, através da Secretaria de Estado da Juventude, Esporte e Lazer (SEJEL). Do total, 94 bilhetes foram emitidos pela pasta.

amazonas-jej-2015_02A deleção amazonense é composta por quatro oficiais, um jornalista, dois fisioterapeutas além do chefe da delegação. Segundo o chefe do departamento de desporto da SEJEL — e chefe de delegação do Estado na competição —, Ricardo Pina, a participação de um aluno em uma competição como dos Jogos Escolares da Juventude é muito mais que apenas uma disputa esportiva. E sim, enriquecimento cultural.

“A competição não é só uma disputa envolvendo o esporte. Tem todo uma troca de experiência. Todos os atletas juntos almoçando juntos. O objetivo da competição é além de tudo, proporcionar uma troca de informações grande entre os participantes”, informou o dirigente.

Ele informou ainda a sua expectativa para esta competição. Segundo Ricardo, a o número de participantes diminuiu. Porém o nível dos atletas que participam aumentou.

amazonas-jej-2015_04“Temos 170 inscritos mas nem todos vão. Porém a nossa expectativa está grande, pois algumas modalidades conseguimos o índice. O grupo está mais forte. Nas individuais acredito muito no atletismo, na luta olímpica e no judô. Já nas modalidades coletivas, acredito que o vôlei feminino e o futsal feminino podem fazer bonito na competição”, encerrou.

JEJ

Além dos jogos, durante os Jogos Escolares da Juventude, os atletas terão à sua disposição uma ampla gama de eventos, como o programa sócio educativo e cultural que abrangem diversas atividades extras com o intuito de aproximas os jovens do país aos Valores Olímpicos e ao exemplo positivo da prática esportiva.

Roberto Brasil