Decisão do PTN proíbe vereadores da sigla em Coari de apoiar eleição indireta para prefeito no município

By -
Dep. Abdala Fraxe

Dep. Abdala Fraxe

O deputado estadual Abdala Fraxe, presidente regional do Partido Trabalhista Nacional (PTN), informou, hoje, em pronunciamento na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), que uma decisão da executiva estadual do partido proíbe os dois vereadores da sigla em Coari de apoiarem candidato para eleição indireta ao cargo de prefeito no município. A determinação será enviada, na tarde de hoje, aos parlamentares.

De acordo com o presidente do PTN, já existe uma decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), do dia 17 de dezembro do ano passado, que cassa o prefeito e vice-prefeito de Coari, Adail Pinheiro e Igson Monteiro. Com a cassação, assume o município o segundo colocado nas eleições de 2012, Raimundo Magalhães. No entanto, o acórdão ainda não foi publicado pelo tribunal.

“O nosso partido corrobora com o posicionamento de outros desta casa e pede urgência ao TSE na resolução desse imbróglio, que vem retardando a publicação do acórdão e prolongando o sofrimento da população de Coari”, ressaltou o deputado, ao reforçar que com a decisão do TSE, não há necessidade de eleição indireta, por isso a medida do PTN em proibir os vereadores, Raimundo Nonato Gomes e Mário Jorge Lima, sob pena de sofrerem sanções previstas no estatuto do partido.

Mario Dantas