DECFS desarticula pontos irregulares de água e energia na zona Sul

By -
Todas as saídas de água e ligações de energia estavam em desacordo com as normas das concessionárias

Todas as saídas de água e ligações de energia estavam em desacordo com as normas das concessionárias

Policiais da Delegacia Especializada em Combate ao Furto de Energia, Água, Gás e Serviços de Telecomunicações (DECFS) realizaram uma ação com o objetivo de apurar denúncias de furto de água e energia em postos clandestinos de lavagens de veículos, localizados na Avenida Manaus 2000, bairro Japiim, zona Sul.

Peritos do Instituto de Criminalística (IC), servidores da Manaus Ambiental e da Eletrobrás Amazonas Energia também participaram da operação. No total, 21 pontos irregulares de água foram detectados, além de furto de energia utilizada para abastecer um quiosque de alimentação e no serviço de aspiração de carros.

De acordo com o delegado titular, Alfredo Guimarães Dabella, todas as saídas de água e ligações de energia estavam em desacordo com as normas das concessionárias. “Precisamos atuar constantemente no combate a este tipo de crime. Por esse motivo sempre realizamos, pelo menos duas vezes por semana, ações com o intuito de regularizar o uso da água e energia”, relatou.

decfs-fiscalizacao-zona-sul-02Ana Ruth de Souza Machado, 31; Francisco Alves dos Santos, 63; e Diego França Guimarães, 29; foram autuados pelo crime de furto, previsto no Artigo 155 do Código de Penal Brasileiro (CPB). “Eles responderão pelo crime em liberdade, mas caso voltem à prática irregular serão presos em flagrante”, informou a autoridade policial.

O coordenador de fiscalização da Manaus Ambiental, Francisco Assis Silva Souza, disse que as ligações de água foram realizadas na rede geral que fica embaixo de uma ponte próxima ao local. Esse central abastece boa parte do bairro Japiim.

“Foram feitas ligações artesanais. O grande problema disso é que, além de diminuir a pressão da água nas residências, o cano da rede fica bem próximo ao igarapé e há risco de contaminação da água que é distribuída para o bairro, uma vez que não há vedação necessária”, explicou.

A autoridade policial informou que os canos e fios foram apreendidos e encaminhados à delegacia para finalização da perícia que foi iniciada no local do fato. Todos os pontos clandestinos serão obstruídos para que o abastecimento irregular seja interrompido.

Roberto Brasil