David Almeida ressalta que o Amazonas é o estado brasileiro que mais investe em saúde

By -

 

Dep. David Almeida

Dep. David Almeida

Após críticas do deputado José Ricardo (PT) ao governo do Amazonas, o líder do governo na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida (PSD), ressaltou que o Amazonas é um dos estados da federação que mais investem percentualmente em saúde, segundo dados do Ministério da Saúde.

David Almeida lembrou que em 2014, o orçamento previsto para 2015 na saúde eram de 2.125 bilhões e que o governador José Melo acrescentou mais 500 bilhões para atender as demandas da saúde.

“O governo do Estado suplementou esse orçamento em 540 milhões. Isso significou 22,75% do orçamento do Estado, a Constituição preconiza 12%. De acordo com dados do Ministério da saúde, o Amazonas é o Estado da federação que mais investe em saúde pública”, salientou.

O parlamentar ressaltou ainda que um dos grandes problemas enfrentados pelo Estado do Amazonas é em função da inoperância das políticas públicas do governo federal com relação à política macro econômica.

“Nós sabemos que ano passado, segundo dados da Superintendência da Suframa, 37 mil pessoas perderam seus postos de trabalho no Distrito Industrial. Isso fez com que pelo menos 150 mil pessoas que deixaram de ter o plano de saúde, migrassem para o serviço público de saúde”, pontuou.

David Almeida lembrou também a questão da educação, que assim como na área da saúde, absorveu pelo menos 25 mil novos alunos advindos da rede privada, em função do grave momento em que estamos passando.

“É muito fácil jogar a conta no colo do governo. Mas apesar das dificuldades, o Estado tem avançado. Tem inaugurado escolas, vem investindo”, disse.

Quanto o atraso no pagamento da data base aos professores, David Almeida justificou que o Estado está no limite da responsabilidade fiscal, no entanto, o que foi pactuado anteriormente foi concedido no mês de janeiro.

 “Quanto à data base não conceder o beneficio, não é um privilégio do Estado do Amazonas. Estamos no limite da lei de responsabilidade fiscal, mas já foi concedido aquilo que foi pactuado anteriormente no mês de janeiro. Agora precisamos trabalhar políticas públicas e não apenas criticar, pois é fácil falar. Vamos apresentar soluções”, finalizou lembrando a inauguração do Hospital da Zona Norte, no próximo mês.

Mario Dantas