David Almeida pede retomada das cirurgias e das obras no Estado

By -

Dep. David Almeida

Demonstrando preocupação com a queda na arrecadação do Estado já no primeiro mês da administração do governador Amazonino Mendes (PDT), o presidente da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida (PSD) lamentou durante coletiva nesta terça-feira (7), que o travamento da dinâmica implantada por ele no governo interino tenha levado a uma redução de cerca de R$ 100 milhões na arrecadação do mês de outubro, que vai refletir numa queda em torno de R$ 2 milhões no repasse constitucional da Aleam.

O presidente David Almeida fez questão de ressaltar que não está agindo como uma oposição cega, mas como o presidente de um poder preocupado com o futuro do Estado. “Não vou falar com o fígado ou com o cotovelo”, disse, acrescentando que sua preocupação advém dessa queda muito significativa na arrecadação, quando em seus cinco meses de administração o Estado só cresceu. Segundo ele, os R$ 2 milhões a menos poderiam fazer parte da recomposição salarial dos servidores referente a 2016.

“Nós conseguimos destravar o Estado, conseguimos imprimir um ritmo de crescimento de 12% no mês de junho, 19% no mês de julho, 31% no mês de agosto e no mês de setembro batemos todos os recordes históricos de arrecadação com 39%, isso tudo sem aumentar a alíquota do nosso maior imposto, o ICMS. Aí chega o mês de outubro, um mês após a nossa saída, e o Estado perde 6,91% em comparação a setembro, se contar com os R$ 22 milhões que eram para entrar na nossa administração, e não entraram por causa de um feriado”, argumentou.

De acordo com o presidente David Almeida, o argumento de que a arrecadação do Estado ainda está melhor do que em outubro de 2016, não é cabível, porque o crescimento aconteceu mês a mês em sua gestão, “porque deixamos o Estado numa condição de crescimento e eu mostrei hoje com dados do Portal da Transparência, que isso é preocupante, porque se mantiver esse nível, a cada mês nós vamos perder novamente”.

Diante da situação, o deputado David Almeida recomendou uma reflexão ao novo governo, no sentido de retomar as obras paralisadas no Estado, uma vez que a injeção de recursos pelo governo alavanca as atividades privadas em todos os setores. “Mas também não vou dizer para o governador como nós fizemos para o Estado crescer. Ele sabe mais do que eu. Eu sou um aprendiz ainda, e ele tem muito mais experiência do que eu”, brincou, acrescentando que está disposto a colaborar com a gestão estadual.

Cirurgias

O presidente David Almeida, que nesta terça-feira teve um encontro com o secretário de Saúde (Susam), Francisco Deodato, onde se colocou à disposição para negociar a retomada das cirurgias interrompidas no Hospital da Zona Norte de Manaus, se dispôs a colocar os recursos de suas emendas impositivas à disposição do governo para não deixar as pessoas que estão esperando as cirurgias, sem o tratamento. “Conversamos muito bem, e quero destacar o bom diálogo que tive com o secretário, de forma cortês, educada e equilibrada”, afirmou.

Roberto Brasil