David Almeida parabeniza estudantes por projeto aprovado na ALEAM

By -

david-almeida-e-mdeO deputado David Almeida (PSD), líder do governo na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam), parabenizou o Movimento Democrático dos Estudantes (MDE) pela conquista do direito adquirido da meia-entrada em eventos culturais, esportivos, cinemas, entre outros.

De autoria do parlamentar, o Projeto de Lei (PL 161/2015) estende o direito à meia-entrada também aos professores. O projeto altera a leia já existente, a qual vinha sendo burlada, por deixar algumas brechas. Com o novo conteúdo, os estudantes e professores terão o direito garantido. “Agora tanto os professores, como os alunos do Amazonas terão os direitos à meia-entrada, entre outros benefícios garantidos”, destacou o deputado.

O presidente Nacional do Movimento Democrático Estudantil (MDE), Ildercler Ponce de Leão, a aprovação do projeto trás de volta o beneficio que o estudante já tinha, mas que não era garantido.

“Com esse novo conteúdo não tem como burlar a lei. Até então, os estudantes se deparavam com valores tidos como meia- entrada, exorbitantes, por exemplo, ingressos com valores de R$ 300 reias, isso, porque antes a multa era branda. Com esse projeto a multa é justa para o respeito do estudante, assim ficará difícil tentar burlar a lei, pois a multa é de 100 salários mínimos em caso de descumprimento”, ressaltou.

Ponce também destacou que o professor também é incluso no projeto para receber a meia-entrada, bem como, a certificação digital.

“Se hoje eu sou um doutor, é porque passei por um professor, então nada mais justo que ampliar o direito a meia-entrada aos professores do Amazonas. Com essa nova lei, também teremos a certificação digital, a qual dará segurança da carteira do estudante e professor, pois não tem como falsificar a carteira”, disse, agradecendo ao deputado David Almeida pela apresentação do projeto.

David Almeida finalizou lembrando que o Projeto de Lei aprovado dará uma segurança para os estudantes e professores de todo o Amazonas, ou seja, tanto da capital como o interior.

“Os estudantes e professores podem emitir a carteira certificada com o MDE, ou outra Instituição, como UNI, entre outras e ela terá validade e garantia em todo o Estado do Amazonas”, finalizou.

Roberto Brasil