David Almeida faz hoje repasse da subvenção da Malva e da Juta a produtores, em Manacapuru

By -

Gov. David Almeida

O governador David Almeida viaja nesta segunda-feira, dia 14 de agosto, ao município de Manacapuru (localizado a 68 quilômetros de Manaus) onde fará parte do repasse financeiro referente à subvenção da Malva e da Juta a 350 produtores rurais de nove municípios amazonenses. A safra de referência para pagamento é a de 2014/2015 e está estimada em 2.159 mil toneladas de fibras, o que totaliza um repasse de R$ 822,500 mil.

O pagamento da subvenção da Malva e Juta estava suspenso há três anos pelo Governo do Estado, por falta de orçamento. No dia 21 do mês passado, David Almeida esteve em visita à sede da Secretaria Estadual de Produção Rural (Sepror), zona sul de Manaus, quando fez o anúncio de que o repasse da subvenção seria retomado e feito o pagamento por etapa. Na ocasião do anúncio, o governador destacou que esse apoio representa uma valorização para os produtores e chegou a pedir prioridade da equipe técnica do Sistema Sepror para execução de pagamento, o que possibilitou a efetivação do pagamento.

Há mais de 10 anos, o Governo do Estado, por meio da Agência de Desenvolvimento Sustentável (ADS), subsidia os juticultores do Amazonas em R$ 0,40 centavos por quilo produzido, valor este pago uma vez ao ano. A safra de referência para pagamento inclui os municípios de Anamã, Anori, Beruri, Caapiranga, Coari, Itacoatiara, Manacapuru, Manaquiri e Parintins. Só em Manacapuru há 161 produtores que vão receber o pagamento nesta segunda-feira, dia 14 de agosto.

O evento de repasse da subvenção será na Escola Estadual Jamil Seffair, localizada no Boulevard Pedro Rates Oliveira, no Bairro: Terra Preta, em Manacapuru e contará com a presença de outras autoridades.

De acordo com dados do Idam, a produção de fibras (juta e malva) da safra 2015/2016 foi de 3.963 toneladas. Já a produção da safra 2016/2017 tem uma estimativa de 5 mil toneladas.

O Amazonas é o maior produtor de fibras do Brasil, com participação de 87% da produção nacional (IBGE -PAM/2014). Os maiores produtores da fibra no Amazonas são da região das Calhas dos Rios Negro e Solimões, como Manacapuru, Anamã, Autazes, Careiro, Careiro da Várzea, Vila Rica de Caviana, Caapiranga, Iranduba, Manaquiri, Novo Airão, Rio Preto da Eva, Manaus, Beruri, Coari, Codajás e Anori. A produção total desses municípios anualmente varia de 20 a 200 toneladas de juta, e de Malva gira em torno de 100 a 744 toneladas. Manacapuru e Beruri se destacam com a produção média de 70 a 100 toneladas de juta.

*Com informações da assessoria

Roberto Brasil