Curso de cuidador informal orienta comunitários e familiares na atenção aos idosos

By -

cuidador-de-idoso-01A Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) começou nesta segunda-feira, 26, mais um curso de Cuidador Informal de Idosos. A atividade é desenvolvida no Centro de Convivência da Família 31 de Março, no Japiim I, zona Sul, das 8h às 12h, sob a coordenação do Distrito de Saúde Sul (Disa Sul), reunindo 53 participantes. As atividades serão encerradas no dia 3 de novembro.

A chefe do Núcleo de Saúde do Idoso da Semsa, Maria Eliny Ribeiro da Rocha, informou que todos os anos os Distrito de Saúde Sul, Norte, Leste, Oeste e Rural coordenam a realização dos cursos para atender a população de cada zona geográfica da cidade.

“De 2008 a 2014, a Semsa já capacitou 4.143 cuidadores familiares e comunitários. É um trabalho que tem sido importante para melhorar a qualidade do cuidado domiciliar que é oferecido ao idoso e à pessoa com deficiência no município de Manaus. Como a procura é grande, a Semsa vai manter a oferta de 510 vagas para o curso no próximo ano, distribuídos entre os cinco Distritos de Saúde”, afirmou Eliny Rocha.

cuidador-de-idoso-02O público-alvo principal do curso de Cuidador Informal, promovido pela Semsa, são comunitários e familiares que já cuidam de idosos. A população brasileira, alertou Eliny Rocha, está envelhecendo, mas as pessoas ainda não estão acostumadas a cuidar de idosos. “O curso vem para ajudar o familiar a entender o processo de envelhecimento, a ter informações sobre as doenças que podem surgir nessa fase da vida e o que pode ser feito para estimular o idoso a ter autonomia e independência”, explicou Eliny Rocha.

Programa – O curso de cuidador informal tem 20 horas e não possui caráter técnico-profissionalizante, mas oferece informações práticas para qualificar e humanizar o cuidado prestado às pessoas idosas ou com deficiência.

De acordo com a técnica responsável pelo Programa Saúde do Idoso do Disa Sul, assistente social Maria das Dores Castilho dos Santos, o curso aborda questões como Violência e maus-tratos, Saúde Bucal, Cuidando do idoso em casa, Depressão e demência, Prevenção de quedas e fraturas do fêmur, Doenças Sexualmente Transmissíveis, Primeiros socorros, Incontinência urinária, Benefícios sociais, Importância da atividade física, Envelhecimento e memória, Nutrição, Prevenção ao câncer e climatério, Riscos da automedicação, Hipertensão e Diabetes.

cuidador-de-idoso-03“O Distrito de Saúde Sul realiza dois cursos a cada ano, um no primeiro semestre e outro no segundo semestre do ano. O próximo curso na zona Sul deve acontecer em abril de 2016”, informou a assistente social.

A dona de casa Viviane do Nascimento Ferreira, moradora do bairro Flores, fez a inscrição no curso como uma forma de obter mais informações para ajudar no cuidado com a sogra de 83 anos. “Há pouco mais de um ano, eu e meu marido mudamos da nossa residência para a casa da minha sogra, que passou a precisar de um cuidador por apresentar problemas de locomoção e por causa do Alzheimer. Espero que o curso ajude a aprimorar o cuidado que já oferecemos”, afirmou Viviane Ferreira.

Este ano, a Semsa ainda irá realizar em novembro mais três cursos de cuidador informal por meio dos Distritos de Saúde Leste, Oeste e Norte.

Roberto Brasil