Cúpula do PMDB é citada em esquema de corrupção de Angra 3

By -
Lobão / Renan / Jucá

Lobão / Renan / Jucá

A suspeita de corrupção nos contratos de obras de Angra 3 resultou na abertura de investigações criminais contra pelo menos três integrantes da cúpula do PMDB: o ministro do Planejamento, Romero Jucá (RR), o presidente do Senado, Renan Calheiros (AL), e o senador Edison Lobão (MA).

Os peemedebistas teriam participado do acerto de R$ 30 milhões em propinas ao partido, em 2014, em troca de um contrato de R$ 3 bilhões. As investigações foram abertas no Supremo Tribunal Federal, após o dono da UTC, Ricardo Pessoa, afirmar em delação que o ex-ministro de Minas e Energia e senador Edison Lobão pediu uma “contribuição” para o PMDB de R$ 30 milhões.//Estadão

Mario Dantas