Cunha é cobrado em plenário sobre conta na Suíça, mas não responde

By -
Eduardo Cunha calou-se diante da pergunta feita pelo deputado Chico Alencar (RJ), líder da bancada do PSOL

Eduardo Cunha calou-se diante da pergunta feita pelo deputado Chico Alencar (RJ), líder da bancada do PSOL

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi questionado em plenário no início da tarde desta quinta-feira (1) se possui ou não conta bancária na Suíça, mas se recusou a responder.

A pergunta foi feita da tribuna do plenário pelo deputado Chico Alencar (RJ), líder da bancada do PSOL. Cunha, que presidia a sessão, não olhou para o deputado em nenhum momento do discurso e, ao final, não tocou no assunto.

“É simples assim, a pergunta está reiterada: presidente Eduardo Cunha, tem ou não tem contas na Suíça sob investigação do Ministério Público de lá, como nos comunica o Ministério Público do Brasil? Será que esse assunto vai ficar abafado aqui na Câmara dos Deputados do Brasil?”, discursou Alencar.

Ao final da fala do deputado do PSOL, Cunha retomou a palavra e seguiu com a votação de um projeto na área de segurança pública. “Como vota a Rede?”, se limitou a dizer.

Nenhum outro dos deputados presentes à sessão se manifestou sobre o assunto.

De acordo com a Procuradoria-Geral da República, autoridades da Suíça mandaram ao Brasil documentos mostrando que o presidente da Câmara e familiares são investigados por ter contas secretas naquele país.

Desde então, Cunha se nega a dizer se é ou não titular de conta fora do país. Suas declarações à Justiça Eleitoral não trazem essa informação.

Omissão de conta no exterior com saldo superior à US$ 100 mil representa crime de evasão de divisas, com pena de dois a seis anos de prisão. A prática também é listada pelo Código de Ética da Câmara como um dos motivos para cassação do mandato.

REQUERIMENTO

Quinze deputados de cinco partidos (PSOL, PT, Rede, PSB e PMDB) apresentaram nesta quinta requerimento à Mesa da Câmara questionando Cunha formalmente sobre a existência ou não de contas suas e de familiares na Suíça.

Os deputados dizem que se não houver resposta vão apresentar o mesmo requerimento ao Conselho de Ética da Casa. Encabeça o pedido o deputado Chico Alencar. O peemedebista do grupo é o ex-governador Jarbas Vasconcelos (PE). FOLJHAPRESS

Roberto Brasil