Crime eleitoral em Coari

By -

coariA população de Coari tem reclamado sistematicamente ao Blog da Floresta sobre os desmandos e irregularidades ocorridas na administração do prefeito Raimundo Magalhães, sendo que uma das mais recentes diz respeito a campanha eleitoral antecipada, o que é terminantemente proibido por lei.

No último dia 10 de junho, como já havia sido publicado aqui, aconteceu uma carreata para recepcionar o chefe do executivo local. O detalhe é que, segundo nos informam, dois dias antes a equipe de Magalhães, entre outras pessoas, se reuniu na casa do seu secretário de governo, Rodrigo Alves, onde tratou-se de assuntos relativos à recepção ao prefeito coariense, conforme relato de quem inclusive esteve lá.

Vale lembrar que a situação leva à três crimes eleitorais: primeiro, campanha antecipada; segundo abuso de poder e terceiro a compra de voto, isso porque após a tal reunião foi distribuído aos que estavam ali a quantia de R$ 30 para se fazerem presentes na carreata. Lamentavelmente, enquanto o povo de Coari fica entregue a própria sorte, seu administrador dá mau exemplo no emprego do dinheiro público que poderia ser melhor utilizado.

Roberto Brasil