Crianças e gestantes têm até às 21 horas desta sexta para tomar vacina contra gripe

By -

vacina-contra-a-gripe-blog-da-floresta

Crianças menores de cinco anos e mulheres grávidas que ainda não receberam vacina contra a Influenza (gripe) devem procurar uma das unidades básicas da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa) nesta sexta-feira, 20, último dia de realização da 18ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe em todo o País.

Além das unidades básicas, que funcionam das 8h às 17h, as doses estão sendo oferecidas em dez unidades de horário estendido, onde postos de vacinação estarão em funcionamento até as 21 horas. A vacina protege contra H1N1, H2N2 (ambos vírus da Influenza A) e Influenza B.

 

Pessoas pertencentes a outros grupos da população alvo que ainda não tomaram a vacina também devem se vacinar. Além de crianças (entre seis meses e cinco anos incompletos) e gestantes, a vacina está sendo oferecida para trabalhadores da saúde, mulheres no período do puerpério (até 45 dias após o parto), idosos, indígenas, pessoas com comorbidades (portadores de mais de uma doença), população privada de liberdade, trabalhadores do sistema prisional e portadores de doenças crônicas não transmissíveis.

 

Segundo o secretário municipal de Saúde, Homero de Miranda Leão Neto, a escolha dos grupos prioritários segue recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) e a meta nacional é alcançar 80% da população alvo. “Manaus já ultrapassou a meta global, mas ainda não alcançamos os 80% nos grupos específicos de crianças e grávidas, por isso estamos fazendo esta convocação, lembrando que a principal forma de prevenir a gripe e suas complicações é por meio da vacina”, destaca Homero.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, estudos demonstram que a vacinação pode reduzir entre 39% a 75% a mortalidade por complicações da influenza. A vacina contra a gripe é constituída por vírus inativados, fracionados e purificados, portanto, não contém vírus vivos e não causa a doença. A vacina não é indicada apenas para pessoas que têm alergia a ovo de galinha e para quem apresentou reação anafilática a doses anteriores”, explicou a chefe da Divisão de Imunização da Semsa, Isabel Hernandes.

 

De acordo com o Ministério da Saúde, a influenza é um problema de saúde pública no Brasil e a principal forma de prevenção ainda é a vacina. A infecção pode levar a complicações graves e oferecer risco de morte, especialmente entre os que fazem parte dos grupos de alto risco, ou seja, crianças menores de cinco anos de idade, gestantes, adultos com 60 anos ou mais, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais.

Unidades de Saúde onde a vacina será oferecida até as 21h desta sexta:

 1 – UBS Balbina Mestrinho – Rua 17, nº 170, Núcleo II, Cidade Nova I;

2 – UBS Sálvio Belota – Rua das Samambaias, nº 786, Santa Etelvina;

3 – UBS Áugias Gadelha – Rua A, nº 15, Cidade Nova I;

4 – UBS Amazonas Palhano – Rua Antônio Matias, s/nº, São José II;

5 – UBS Alfredo Campos – Rua André Araújo, s/nº, Zumbi II;

6 – UBS Leonor Brilhante – Av. Autaz Mirim, s/nº, Tancredo Neves;

7 – UBS Dr. José Rayol dos Santos – Av. Constantino Nery, s/n, Chapada;

8 – UBS Morro da Liberdade – Rua São Benedito, s/n. Morro da Liberdade;

9 – UBS Leonor de Freitas – Avenida Brasil, s/nº, Compensa II;

10 – UBS Deodato de Miranda Leão – Av. Presidente Dutra, s/nº, Glória.

Áida Fernandes