Criadoras de abaixo-assinado contra ex-goleiro Bruno recebem ameaças de morte

By -

As criadoras do abaixo-assinado para que o ex-goleiro do Flamengo Bruno Fernandes, condenado pelo assassinato de Eliza Samudio, não volte a jogar futebol profissionalmente relataram que receberam ameaças. Segundo Vana Lopes, uma das fundadoras do grupo Somos Todos Vítimas Unidas, um homem que se diz fã de Bruno tem postado mensagens na página da organização não governamental (ONG) que fez o abaixo-assinado dizendo que vai matá-las.

O mesmo suspeito também enviou mensagens privadas à presidente do grupo, Maria do Carmo, ameaçando sua família. “Tu vai (sic) morrer, pode esperar. Cuidado, Bruno é meu herói.”

“Cuidado com um carro preto que vai ter visitar amanha. Vai morrer tu e teus filhos (sic). Vou mandar tudo pro inferno”, ameaçou.

O grupo encaminhou as ameaças para a Polícia Civil. “Já fizemos um boletim de ocorrência. Descobrimos que o autor das ameaças responde por estupro. Ele usou o perfil oficial dele para fazer as ameaças. Depois que bloqueamos, ele criou perfis falsos para continuar as ofensas”, disse Vana.

O abaixo-assinado defende que o ex-jogador seja impedido de atuar no esporte e não possa requerer a guarda do filho que teve com Eliza. O menino também se chama Bruno e tem 7 anos.

O documento já tem 32.410 assinaturas. Ele tem apoio de Sonia Fatima Moura, mãe de Eliza Samudio, e também foi assinado pela atriz Letícia Sabatella.///ESTADÃO CONTEÚDO

Roberto Brasil