CPI do BNDES quer convocar Presidente da Coaf para depor

By -
"Vamos convocar o Presidente da Coaf para que ele possa esclarecer questões relevantes para a CPI", disse Marcos Rotta

“Vamos convocar o Presidente da Coaf para que ele possa esclarecer questões relevantes para a CPI”, disse Marcos Rotta

Depois de ouvir o Secretário-Executivo do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), Ricardo Liáo, nesta terça-feira (15.09), em audiência pública, alguns membros da CPI do BNDES chegaram ao consenso de que é necessário convocar o Presidente do órgão, Antonio Gustavo Rodrigues, para esclarecer questionamentos que ficaram sem respostas pelo Secretário Ricardo Liáo.

Na maior parte das indagações feitas ao Secretário, pelos parlamentares, as respostas foram as mesmas, afirmou que não tinha conhecimento das supostas irregularidades divulgadas pela imprensa, e que não cabia a ele responder.

O deputado Caio Narcio questionou o Secretário sobre a suspeita de supostas irregularidades no Porto de Mariel, e indagou se houve ou não alguma ação por parte do Coaf para esclarecer os fatos.

cpi-bndes-ricardio-liao-02“Não acho normal que a Coaf e vossa senhoria na posição que está, dizer que havia uma suspeita de irregularidade e que não houve nenhuma ação por parte do órgão para esclarecer a dúvida sobre o contrato. Houve ou não uma ação?” questionou Narcio.

“Eu não tenho conhecimento disso dentro das minhas áreas de competência”, resumiu Liáo.

O presidente da CPI, deputado Marcos Rotta (PMDB/AM), perguntou ao depoente se existe uma legislação específica que trata do sigilo bancário das operações.

“Existe uma legislação específica que trata do sigilo bancário, porque o senhor com a sua experiência acredita que o Ministério de Indústria e Comércio decretou então o sigilo bancário para algumas operações, o que motivou o Ministério a adotar essa política se já existe uma legislação?”, indagou Rotta.

cpi-bndes-ricardio-liao-03Ricardo respondeu que é uma situação que ele não tomou conhecimento, e que não tem propriedade para comentar, entretanto ressaltou que o fato está fora de padrão, que é no mínimo estranho.

Marcos Rotta argumentou ainda que foram justamente às dúvidas a respeito dessas operações divulgadas pela imprensa que os motivou a criar a CPI.  “Por isso vamos convocar o Presidente da Coaf para que ele possa esclarecer questões relevantes para a CPI, que ficaram sem respostas hoje. Além disso, pretendemos solicitar a CPI que insira no relatório que a Coaf necessita de melhorias em sua infraestrutura para poder promover investigação, já que atualmente ela não exerce essa função”, pontuou.

Por motivo de viagem do relator da CPI, deputado José Rocha, a próxima reunião só ocorrerá na próxima terça-feira (22/09), ás 14h, na qual serão ouvidos Diretores do BNDES.

Roberto Brasil