Corregedoria da Aleam pedirá abertura de inquérito policial sobre manifestação contra governador José Melo

By -
"Tendo em vista as limitações técnicas da Corregedoria, iremos solicitar a abertura de um inquérito policial, arrolando todas as partes envolvidas", afirmou Ricardo Nicolau

“Tendo em vista as limitações técnicas da Corregedoria, iremos solicitar a abertura de um inquérito policial, arrolando todas as partes envolvidas”, afirmou Ricardo Nicolau

A Corregedoria da Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam) solicitará à Polícia Civil um inquérito policial para apurar os fatos em torno da manifestação na qual um homem atirou notas de dinheiro falso no governador do Estado, José Melo. A informação foi confirmada pelo corregedor da Casa, deputado estadual Ricardo Nicolau (PSD), na reunião plenária nesta terça-feira, 2 de fevereiro.

A medida visa investigar a suposta ligação de parlamentares e servidores da Aleam com o episódio, conforme um vídeo de câmeras de segurança exibido em plenário pelo deputado David Almeida (PSD). O pedido de abertura de inquérito policial destinado a apurar irregularidades está entre as atribuições da Corregedoria, com previsão no artigo 22, inciso IV, do Regimento Interno.

Para o corregedor, as informações e indícios que vieram à tona precisam ser esclarecidos de forma técnica e, por conta disso, o trabalho da polícia é fundamental para o caso. “Tendo em vista as limitações técnicas da Corregedoria, iremos solicitar a abertura de um inquérito policial, arrolando todas as partes envolvidas, em todas as etapas do processo”, informou.

O corregedor da Aleam informou que as conclusões do inquérito policial poderão ser tomadas como base para eventuais procedimentos internos da Casa envolvendo o ocorrido. “Precisamos do esclarecimento de todos os fatos, de maneira técnica e imparcial, para que não pairem dúvidas e nem se cometam excessos nesse caso”, avaliou o deputado Ricardo Nicolau.

Roberto Brasil