Corpos dos desaparecidos em Humaitá serão enterrados hoje

By -
Os corpos de Stef Pinheiro, Luciano Freire e Aldeney Ribeiro foram localizados após 49 dias de buscas

Os corpos de Stef Pinheiro, Luciano Freire e Aldeney Ribeiro foram localizados após 49 dias de buscas

Da Redação – Os corpos de Luciano Freire, 30, Stef Pinheiro, 43, e Aldeney Ribeiro, 40, já estão sendo velados pelos familiares e serão sepultados ainda nesta quinta-feira (6). O comerciante Luciano vai ser enterrado em Humaitá, o professor Stef em Apuí e o eletricitário Aldeney em Manaus, no cemitério Parque Tarumã.

Os três foram dados como desaparecidos no dia 16 de dezembro, quando passavam por terras indígenas Tenharim-Marmelos na rodovia Transamazônica (BR-230), em Humaitá. O sumiço resultou numa revolta popular com prédios, carros e motos destruídos e incendiados. Um grupo de índios que encontrava-se na sede municipal foi ostilizado e precisou ser protegido nas dependência do 54º Batalhão de Infantaria de Selva (BIS) do Exército.

caso-reserva-tenharim 1

No dia 30 de janeiro, foram presos como envolvidos no caso Gilvan e Gilson Tenharim, filhos do cacique Ivan Tenharim, que morreu no dia 03 de dezembro; o cacique da aldeia Taboca, Domiceno Tenharim; o professor municipal Valdinar Tenharim e o agente de saúde federal Simeão Tenharim, ambos da aldeia Marmelos.

Após 49 dias de buscas numa área de 270 hectares da reserva, os corpos foram encontrados pelo cão labrador Hórus da Polícia Militar do Amazonas. Eles estavam enterrados juntos numa cova de quase dois metros de profundidade.

De acordo com o laudo preliminar, foram constatados nos corpos perfurações de tiros e afundamento no crânio, supostamente causados por pauladas./// Roberto Brasil

Redação