Corpo de Bombeiros do Amazonas completa 141 anos

By -

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM) realizou ontem, 11, uma solenidade no Quartel Geral do CBMAM, no bairro Petrópolis, em alusão aos 141 anos de atendimento à população em situações emergenciais. Durante o evento, uma simulação de incêndio foi realizada para demonstrar o preparo técnico dos militares nas ocorrências e ainda, a entrega de equipamentos para ações de socorro.

“O dia 11 de julho é uma data muito especial para a nossa corporação, que é formada não só por militares, mas pela sociedade. E durante esses 141 anos, nós aprimoramos as técnicas, qualificamos e valorizamos nossos militares e avançamos no serviço à população do Estado”, ressaltou o comandante do CBMAM, coronel Fernando Pires Júnior.

Simulação – A simulação foi realizada no início da solenidade. Na situação hipotética, ocorreu um princípio de incêndio em uma edificação, após uma explosão de fogos de artifício que haviam sido armazenados de forma irregular. Duas pessoas ficaram feridas e o Corpo de Bombeiros foi acionado. O incêndio foi contido e as vítimas socorridas pelas equipes de resgate.

Também fez parte da cerimônia, a entrega de viaturas e equipamentos adquiridos por meio do Fundo Especial do Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (Funesbom).

Entre os itens recebidos pela corporação estão uma Unidade de Resgate, coturnos, roupas de aproximação, botas de incêndio, capacetes, kits de comunicação, luvas, balaclavas (proteção craniana) e esguichos. Mais de 1.300 itens e um investimento de mais de R$ 1 milhão e 100 mil. Para este ano, ainda estão previstos mais de 1.200 itens, incluindo o fardamento da tropa.

Atendimentos de ocorrências – Nesse quase um século e meio, a instituição comemora a atuação dos militares em prol da população, que só no primeiro semestre de 2017, atendeu 1.300 ocorrências de naturezas diversas. As ações de salvamento, busca e resgate, foram as ocorrências com maior volume.

Essa atuação acontece em casos de vítimas presas em ferragens, pessoas desaparecidas em ambiente de selva, afogamentos, salvamento em altura, naufrágio e resgate de animais silvestres. Uma média de cinco mil ocorrências por ano.

Efetivo – Para o atendimento às situações de socorro, o órgão conta com um efetivo de 700 bombeiros militares, especialistas em Atendimento Pré-Hospitalar, Salvamento em Altura, Mergulho, Combate a Incêndio Florestal e Urbano e, Salvamento Aquático. Conta ainda com 84 viaturas operacionais, 29 motocicletas, 27 viaturas administrativas e 10 embarcações.

Os militares estão distribuídos em 11 postos em Manaus e presentes em 7 municípios do interior (Iranduba, Itacoatiara, Manacapuru, Parintins, Tefé e Tabatinga e Rio Preto da Eva). Na sua estrutura operacional, com ainda com um Subcomando de Ações de Proteção e Defesa Civil, que atua principalmente, em situações hidro climatológicas emergenciais nos municípios do Amazonas, como enchentes e vazantes.

Projetos sociais – Entre os projetos sociais desenvolvidos pelo CBMAM está a proposta educacional “Bombeiro Mirim”. A iniciativa atende hoje 500 crianças e adolescentes de 7 a 16 anos, que tem baixo rendimento escolar e que estão em risco social, em cinco municípios do Amazonas (Itacoatiara, Parintins, Iranduba, Rio Preto da Eva e Tefé). Já o projeto “Terceira Chama” é desenvolvida no Distrito de Cacau Pirêra, em Iranduba e reúne idosos, em atividades lúdicas, físicas e de entretenimento.

Capacitação – Recentemente, a corporação realizou o primeiro curso de Atendimento Pré-hospitalar de 2017, no qual treinou 78 voluntários de Parintins, que agora estão aptos a atuar em situações de emergência. Também estão aptos para atuar em conjunto com o Corpo de Bombeiros, 42 guarda vidas já foram formados este ano.

Operação “Bombeiro Presente” – Com a finalidade de proporcionar à população da capital e interior, maior segurança, a corporação reforçou este ano a “Operação Bombeiro Presente” para atuação na área de prevenção e combate a incêndio, atendimento pré-hospitalar, buscas, resgate e salvamentos em geral.

Nesta Operação, realizada todos os fins de semana, os militares ficam posicionados em locais de grande movimentação, como a barreira policial das rodovias AM 010 e BR 174 e Ponte Rio Negro.

Roberto Brasil