Construção da Escola Estadual Dídimo Soares em Manicoré está em fase de acabamento

By -

manicore2

Uma obra que vai ficar para a história de Manicoré, a construção da Escola Estadual Dídimo Soares em parceria com a Prefeitura, deixou de ser promessa e sonho, agora já é realidade para centenas de pais de família que terão o privilégio de ter seu sonho resgatado que é voltar a ver seus filhos, netos ou sobrinhos estudando na escola do seu próprio bairro de Santa Luzia.

manicore3

A construção da escola teve seu início a partir de 2014 e está acompanhada de uma Quadra de Esporte moderna, cujo valor total de sua construção é de R$ 3.429.792,74 (três milhões, quatrocentos e vinte e nove mil, setecentos e noventa e dois reais e setenta e quatro centavos), um projeto que da parte do executivo municipal foi preciso entendimento, coragem e boa vontade para buscar, o prefeito Lúcio Flávio do Rosário (PSD) e toda equipe de governo foram persistentes na luta junto ao Governador Professor José Melo e hoje o Senador Omar Aziz. Como se ver a obra se encontra em fase de acabamento, na obra passaram em torno mais de 120 operários, uma geração de oportunidades que até o presente momento ainda se ver no município pela quantidade existente de obras, tudo isso segundo o prefeito Lúcio Flávio (PSD), deu-se pelas boas parcerias de entendimento com o Governo do Estado, onde o município se preparou, quitou suas dívidas deixadas, buscou se organizar para que hoje pudesse receber todos os investimentos, de acordo com Lúcio Flávio, “estamos fazendo o possível mesmo diante de uma forte crise nacional que tem afetado muito o município, mas não paramos e sim procuramos fazer os investimentos dentro daquilo que é possível, a finalidade é não deixar os recursos e as obras travarem e isso nós temos feito com muita boa vontade” afirmou o prefeito.

manicore

Situada em dos bairros mais tradicionais da cidade, bairro de Santa Luzia, a escola recebe atualmente as seguintes estruturas:

Construída com 11 salas de aulas, 01 sala para laboratório de ciências, sala de informática, auditório, elevador para acesso de deficientes físicos, sistema de abastecimento de água com caixa d água para 25 mil litros de capacidade, estação de tratamento de esgoto, banheiros modernos e equipados inclusive adaptados para deficientes físicos bem como uma área ampla de estacionamento toda murada com luminárias internas, sala de professores dentre outras. Construtora Empresa: Plastiflex Empreendimentos da Amazônia Ltda, sob a responsabilidade técnica do Engenheiro Allan Sérgio.

Mario Dantas