Conselho Estadual encerra Conferência sobre Direitos da Criança e do Adolescente

By -

aleam-cedca-conferenciaO Conselho Estadual de Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA) encerrou, nesta quarta-feira (11), a IX Conferência Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente do Amazonas, dando continuidades aos debates sobre a política e o plano decenal dos direitos humanos das crianças e adolescentes e os caminhos a serem tomados visando o fortalecimento dos Conselhos de Direitos dessa parcela da população.

O evento começou na última segunda-feira (9) e está sendo realizado no Auditório Belarmino Lins, na Assembleia Legislativa do Amazonas (Aleam).

Participam do encontro os representantes dos municípios, conselhos tutelares, conselhos de direitos e sociedade civil e neste último dia de encontros, os participantes foram divididos em três grupos de debates para formulação de propostas sobre a política do próprio CEDCA, do plano decenal e propostas para o avanço das políticas públicas para a criança e o adolescente. Posteriormente essas propostas foram apresentadas e votadas por todos os presentes.

A presidente do CEDCA, Amanda Ferreira, destacou que os debates foram proveitosos, pois, em sua opinião, todos os envolvidos mostraram conhecimento nos temas tratados, o que muito contribuiu para a consolidação das ações de trabalho e unificação das políticas Estaduais, e que estas mesmas propostas serão apresentadas na Conferência Nacional, que deverá acontecer em abril de 2016, em Brasília.

A conferência estadual vai eleger 30 delegados que representarão o Amazonas na Conferência Nacional. Esses representantes serão escolhidos atendendo alguns critérios de representação estabelecidos pelo Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), sendo 10 adolescente, 8 Conselheiros de Direitos, 3 Conselheiros Tutelares, 3 representantes de órgãos de políticas de atendimento da Criança e Adolescente, e as 6 vagas restantes divididas para representantes de órgãos ou profissionais de políticas setoriais básicas, Poder Legislativo municipal, estadual ou federal, Sistema de Justiça e Segurança Pública, Fóruns dos Direitos das Crianças e Adolescentes, instituições privadas de promoção e defesa e órgãos públicos de política de atendimento e defesa de crianças e adolescentes.

Roberto Brasil