Conselheiros tutelares eleitos tomam posse em Manaus

By -

10-01-2016 - POSSE CONSELHEIROS - Mário Oliveira (SEMCOM) 05

Os 45 novos conselheiros tutelares de Manaus foram empossados neste domingo, 10, na sede da Universidade Paulista (Unip), zona Centro-Sul da cidade. Eleitos em 22 de novembro de 2015, para um mandato de quatro anos, cada conselheiro representa e atua em uma área geográfica da cidade, com a missão de zelar pelos direitos das crianças e adolescentes.

“É uma alegria para nós, da prefeitura de Manaus, darmos posse aos novos conselheiros tutelares. A partir de agora, eles possuem um papel fundamental que é zelar de todas as formas por nossas crianças e adolescentes. São homens e mulheres que estão sempre atentos para combater à violência contra crianças indefesas”, afirmou a secretária municipal da Mulher, Assistência Social e Direitos Humanos (Semmasdh), Goreth Garcia Ribeiro, que representou o prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, na solenidade.

 

Goreth Garcia Ribeiro

Goreth Garcia Ribeiro

10-01-2016 - POSSE CONSELHEIROS - Mário Oliveira (SEMCOM) 06

A posse dos novos conselheiros é a última fase de um longo processo eleitoral que começou setembro de 2015, com a prova de títulos comprobatórios de trabalho direto com crianças e adolescentes. Segundo a presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e Adolescente (CMDCA), Gecilda Albano, os conselheiros eleitos passam a seguir um rígido ritmo de trabalho, que inclui plantões diários e nos finais de semana. “A partir de agora todos têm o dever de observar qualquer forma de violência contra nossas crianças. Pra isso o CMDCA está sempre atento, regulando a atuação dos conselhos. O esquema de trabalho inclui atendimento direto ao público e plantões diários, inclusive com escala nos finais de semana e feriados”, explicou Albano.

10-01-2016 - POSSE CONSELHEIROS - Mário Oliveira (SEMCOM) 03

A conselheira tutelar Cristiane dos Anjos, que atua na zona Sul, foi reeleita para o segundo mandato. Para ela, a missão do conselheiro, além de árdua, muitas das vezes é delicada. “Como nós trabalhamos em uma área na qual formos criados ou moramos, em alguns casos nós temos que nos indispor com amigos, colegas de infância e vizinhos. É duro, é difícil, mas temos que zelar pelo bem maior, que o direito da criança”, observou Cristiane.

Além dos conselheiros e seus convidados, a cerimônia de posse contou com a presença de autoridades do município e do Estado que lotaram o auditório da Unip.

Mario Dantas