Complexo Viário Gilberto Mestrinho ganhará duas alças de retorno

By -

complexo-viario-gilberto-mestrinhoO Complexo Viário Gilberto Mestrinho, no Coroado, zona Leste, ganhará duas alças de retorno destinadas aos motoristas que trafegam nas avenidas General Rodrigo Otávio e Ephigênio Sales. A obra da Prefeitura de Manaus começou nesta terça-feira, 11, e busca reduzir em 15% o volume de veículos na rotatória que, no horário de pico, é utilizada por mais de 12 mil carros por hora. 

O projeto das alças foi elaborado pelo Instituto Municipal de Engenharia e Fiscalização do Trânsito (Manaustrans) e será executado pela Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), via administração direta.  A circulação nas novas alças será permitida apenas para veículos de pequeno porte. Veículos pesados não poderão circular nos retornos e terão que contornar a rotatória.

Com a intervenção, os motoristas que estiverem na Avenida Ephigênio Sales, no sentido Parque 10/Coroado terão a opção de retornar em direção ao Parque 10 sem a necessidade de entrar na rotatória. O novo acesso vai facilitar, inclusive, a entrada de veículos da Ephigênio Sales em direção à Avenida Governador José Lindoso (Avenida das Torres).

“Vamos margear o pé do viaduto com uma nova pista no sentido contra fluxo e dar opção àqueles condutores que queiram retornar para a Ephigênio Sales sem a necessidade de circular toda a rotatória do Coroado”, explicou o titular da Seminf, Alexandre Morais.

A outra intervenção vai facilitar o trânsito para os condutores que estiverem na Avenida General Rodrigo Otávio, no sentido Japiim/Coroado. Os motoristas que desejarem retornar no sentido Japiim poderão fazer o retorno no pé do viaduto, sem circular toda a rotatória.

O diretor presidente do Manaustrans, Paulo Henrique Martins, acrescentou que o projeto não vai reduzir a capacidade de circulação na rotatória, que permanecerá com três faixas. “A fluidez da rotatória vai melhorar porque a quantidade de veículos será distribuída entre as alças. É uma medida que proporciona mais segurança para quem trafega no complexo viário”, destacou.

Roberto Brasil