Complexo da Papuda vira ‘sonho de consumo’ de políticos condenados

By -

Presídio de Brasília é considerado o mais seguro do Brasil e conta com ala destinada a presos vulneráveis

Complexo Penitenciário da Papuda, em Brasília, se tornou a opção preferida para políticos condenados na Operação Lava Jato. Considerado o centro de detenção mais seguro do país por especialistas, o presídio conta com diferenciais como uma ala para presos vulneráveis e agentes altamente treinados para conter rebeliões.

Entre os nomes que tentam uma vaga no local está o do deputado cassado Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Estão presos lá políticos como o ex-ministro Geddel Vieira Lima e o ex-senador Luiz Estevão, além do corretor Lúcio Funaro.

De acordo com informações do jornal Correio Braziliense, o último motim no presídio aconteceu em 2001, durou 28 horas e deixou dois mortos e 11 feridos. Embora esteja superlotado, o complexo é dividido em quatro unidades, que separam presos de acordo com tipo de crime e nível de periculosidade – situação bastante diferente de presídios no Norte, Nordeste e Centro-Oeste do país.

Segundo a defesa de Cunha, o ex-presidente da Câmara quer ficar em Brasília porque o escritório de advocacia que cuida de seus processos fica na capital. O deputado cassado também tem ex-mulher e três filhos no DF. Ele cumpre pena no Complexo Médico Penal de Pinhais, em Curitiba, mas está atualmente em uma cela do Departamento de Polícia Especializada (DPE), da Polícia Civil do DF. / Fonte: Notícias ao Minuto

Roberto Brasil