Como ‘reversões magnéticas’ da Terra podem afetar humanos

By -

Terra é envolvida por um importante campo magnético, que nos protege da radiação solar. Acontece que este “escudo” está sujeito a mudanças ao longo do tempo, quando os polos magnéticos norte e sul trocam de lugar – fenômeno conhecido como “reversão magnética”.

“Quando o centro da Terra está estável, sem grandes mudanças, a polaridade norte e sul se mantém. Mas, de repente, acontece alguma coisa, uma ‘tempestade’ no centro da Terra, que afeta esse equilíbrio”, explica o professor e pesquisador da Universidade de Leeds, Phil Livermore.

Cientistas procuram saber quando acontecerá a próxima reversão magnética e como ela nos afetará. De acordo com o UOL, o campo protetor encolhe aproximadamente 5% a cada século. Durante o fenômeno de ‘troca de lugar’ dos polos, este campo pode chegar a ter apenas 10% de sua potência.

O fenômeno ocorreu, de forma completa, pela última vez há 780 mil anos. Vale ressaltar que esta inversão dos polos pode ocorrer também de forma parcial, quando os polos chegam a cruzar a linha do Equador, mas depois retornam às suas posições originais.

Livermore assegura que a reversão magnética “não vai acontecer amanhã”.

“Só temos os vestígios deixados nas rochas como pista, mas, com base neles, calculamos que levou mil anos para (ocorrer a) a última reversão completa. Então, mesmo se ela começasse hoje, ainda levaria um bom tempo”, ressalta.

O cientista acrescenta que pesquisadores não sabem ao certo os efeitos de uma reversão completa sobre o planeta, e os humanos. É possível, contudo, fazer algumas previsões.

Como o campo magnético enfraquece durante o fenômeno, esta reversão vai gerar um aumento no nível de radiação na superfície terrestre.

Além disso, a frota de satétiles poderá ser afetada. Isso significa que sistemas bancários, comunicações, tecnologias à base de GPS, metereologia, e outros, deixariam de funcionar. Com o comprometimento da rede elétrica, especula-se que sistemas de aquecimento, transportes, hospitais, e mais, passariam por transtornos.

Alguns especialistas sugerem ainda que a fauna poderia ser afetada, já que animais como baleias e pássaros também seriam atingidos. Notícias ao Minuto

Roberto Brasil