Comitê da Verdade do Amazonas lança livro sobre genocídio Waimiri-Atroari

By -

Livro_Walmiri_capaO Comitê da Verdade, Memória e Justiça do Amazonas realizará nesta quarta (15), às 16h, no espaço cultural da Livraria Valer, o lançamento do livro “A Ditadura Militar e o Genocídio do povo Waimiri-Atroari”. A obra, uma produção coletiva, apresenta o resultado da pesquisa histórica realizada em fontes distintas como depoimentos (de indígenas, indigenistas, pesquisadores e mateiros), livros, relatórios, jornais e revistas sobre as ações do regime que se instalou no País com o Golpe Militar, em 1964.

O livro denuncia o massacre de cerca de 2.000 indígenas das etnias Waimiri-Atroari nos dez anos (1969 a 1979) de construção da BR-174, rodovia que liga Manaus, no Amazonas, a capital Boa Vista, no Estado de Roraima,  conduzida pelo Exército em colaboração com o Governo do Amazonas e forças paramilitares e os problemas que se seguiram com a instalação da atividade mineradora.

O Comitê da Verdade, Memória e Justiça do Amazonas, criado pelas entidades dos movimentos Popular e Sindical abraçou a ideia e o trabalho de pesquisa iniciado por Egydio e sua esposa, Doroty Schwade, após a segunda metade da década de 80. Como resultado desta iniciativa, o Comitê da Verdade, Memória e Justiça do Amazonas tem colaborado com o  fortalecimento dos laços entre as lideranças dos movimentos sociais.

O livro, impresso pela editora Curt Nimunendajú, é gostoso de se ler e se traduz em uma fonte importante para pesquisa acadêmica e escolar, pois além de denunciar o genocídio indígena, responsabiliza os Estado brasileiro e seus agentes pelo massacre contra as etnias.

Roberto Brasil