Comandante-geral da PMAM anuncia medidas contra policiais flagrados agredindo jovens

By -
“Nenhum dos policiais envolvidos tinha em sua ficha qualquer registro desta natureza até o momento", destacou coronel Gouveia

“Nenhum dos policiais envolvidos tinha em sua ficha qualquer registro desta natureza até o momento”, destacou coronel Gouvêa

O comandante-geral da Polícia Militar do Amazonas (PMAM), coronel Gilberto Gouvêa, afirmou que os três policiais flagrados em um vídeo agredindo três jovens foram afastados preventivamente da Força Tática e transferidos para uma unidade administrativa da instituição. Os dois soldados e o cabo identificados nas imagens vão responder criminal e administrativamente pela ação.

“A Polícia Militar do Amazonas é uma instituição séria que não compactua com esse tipo de atitude isolada de uma minoria. As imagens são claras e não há justificativas plausíveis. Os policiais foram ouvidos pelo comandante do batalhão deles de maneira informal apenas para nós termos conhecimento dos fatos. Eles serão submetidos aos procedimentos administrativos e criminais necessários que poderão culminar até com a expulsão da corporação e prisão”, afirmou o comandante-geral.

O espancamento dos jovens aconteceu na madrugada da última quarta-feira (6)

O espancamento dos jovens aconteceu na madrugada da última quarta-feira (6)

De acordo com o coronel Gouvêa, foi aberto um inquérito policial militar (IPM) para apurar a parte criminal, que será encaminhado à Justiça Militar a fim de que o juiz auditor militar e o Ministério Público Militar se manifestem sobre o caso. Nesse processo, o encarregado do inquérito policial já solicitou a prisão preventiva dos policiais.

Com relação à parte administrativa, a Corregedoria Geral da PM instaurou dois procedimentos: um conselho de disciplina para apurar a conduta do cabo, que tem 15 anos de serviço, e uma sindicância disciplinar para investigar os dois soldados, que estão há cerca de três anos na corporação. Os procedimentos administrativos disciplinares têm prazo de 30 dias para serem concluídos, podendo ser estendido por até, no máximo, 90 dias.

“Nenhum dos policiais envolvidos tinha em sua ficha qualquer registro desta natureza até o momento. Pelo contrário, há elogios a eles em razão do comportamento e da participação deles em ocorrências meritórias durante a carreira. De qualquer forma, os fatos serão apurados com todo o rigor necessário para que não deixe nenhuma mancha na imagem desta instituição, que presta relevantes serviços à população”, ressaltou.

"Os fatos serão apurados com todo o rigor necessário", destacou o comandante da PMAM

“Os fatos serão apurados com todo o rigor necessário”, destacou o comandante da PMAM

O coronel Gilberto Gouvêa destacou, ainda, que a Força Tática é uma tropa de extrema importância para a ordem pública dentro da estrutura da corporação e que diariamente se destaca no cumprimento do trabalho. Segundo dados da PMAM, de janeiro a abril deste ano, apenas pela Força Tática foram apreendidos 65 quilos de drogas, detidos 286 maiores de idade e apreendidos 62 menores, abordadas 11,3 mil pessoas, apreendidas 79 armas de fogo e 10 armas brancas, capturados 25 foragidos e recuperados 51 veículos.

Roberto Brasil