Com vaga na Seleção, carateca do AM não tem passagem para voltar à Borba

By -

Pela equipe nacional de caratê, Ryan terá como desafio o Campeonato Sul-Americano, que será na Bolívia (Foto: Eraldo Lopes/Arquivo)

Com sacrifícios fora do tatame, o amazonense Ryan Christian da Silva, de 15 anos, da academia ‘Fênix de Karatê’, de Borba (151 quilômetros ao sul de Manaus), conquistou uma vaga inédita na Seleção Brasileira de base. Pela categoria cadete (14 e 15 anos), ele disputou a Seletiva Nacional 1 de Karatê do Sub-14 ao Sênior, em Caruaru (PE), pela prova de Katá (luta imaginária).

Do trio de atletas de Borba, completado por Carlos Eduardo Ferreira, também da cadete, e Ryhan Palma, do infantil (12 e 13 anos), Ryan Christian foi o único a garantir a classificação.

Pela equipe nacional de caratê, Ryan terá como desafio o Campeonato Sul-Americano Sub-14, Cadete, Junior, Sub-21 e Sênior, que será na Bolívia, de 26 junho a 1º de julho.

Desde que o trio de lutadores e as duas treinadoras, Rosely Pantoja e Aucileia Costa, saíram de Borba, na segunda-feira da semana passada (20), os problemas foram corriqueiros, a começar pelas 22 horas de viagem de barco de Borba até Manaus e o voo para Caruaru (PE), o grupo enfrentou dificuldades com hospedagem e alimentação, que resolveram com a ajuda de um amigo.

A delegação terá que encarar mais um sacrifício: a falta de dinheiro para comprar as passagens de barco para regressar à Borba.

D24AM

Roberto Brasil